Arquivo de março, 2011


Editora: Suma de Letras

“A chance de voltar no tempo é sedutora. É como se a vida desse outra oportunidade de construirmos um futuro sem erros!” – Eliane Raye

Recebi o meu exemplar do livro, diretamente das mãos da autora, Eliane Raye – autografado – um prazer ao qual ando ficando acostumada. Há algum tempo já vinha interessada no livro, acompanhando sua trajetória de sucesso, pelo Twitter e Facebook, mas só tive oportunidade de adquiri-lo, por ocasião de um encontro dos Skoobers/RJ, este mês.

O histórico de leitura com posterior resenha, formou-se, paulatinamente, para meus amigos skoobers; mas, devo informar que li o livro em dois dias – eletrizante, o ritmo, eu diria. Reservem-se o direito de largar tudo para dedicar-se a essa leitura – não irão arrepender-se – palavra de historiadora. (mais…)

Anúncios

Editora: Objetiva

Um sentimento de desconforto se agarra a você, ao final do livro (isso se você tem alma boa).

Stephen King é mestre na escrita de thrillers de terror que não chegam a aterrorizar, mas que fazem pensar. Entretanto, de todos os seus livros, este é o que tem o final mais sinistro.

Um dos clientes e amigos de Billy, Richie Ginelli, cuja mãe conhece magia cigana, lança sobre Tadzu, a “maldição do homem branco da cidade” e faz de tudo para transformar essa ameaça em verdade, num esforço para que o cigano retire a maldição original e que, com isso, Billy seja livre da perda contínua de peso e provável morte.

Cada capítulo nos dá a mudança cada vez maior no peso do protagonista Billy.  Stephen King se agarra a uma das maiores obsessões norteamericanas e a transforma num pesadelo.  As maldições ciganas e a mensagem de cunho moral: “Você é responsável por suas ações”, crescem à medida que as páginas são viradas.   Um sentimento de desconforto se agarra a você, ao final do livro (isso se você tem alma boa). (mais…)


Editora: Verus

“Chega um momento em que o trauma é tão grande que mesmo o mundo exterior não produz alívio, mas se torna um terreno ameaçador associado ao medo.” Natascha Kampusch
O livro, baseado em relatos de Natascha e no pouco que restou de seus diários de cativeiro, foi escrito com a ajuda de duas jornalistas – e conseguiu mostrar, em 225 páginas, um retrato trágico e fiel do drama por ela vivido.
Sempre que leio algum livro, vou marcando os trechos importantes ou interessantes, e fazendo um histórico de leitura, aos poucos, que depois se transforma numa resenha organizada cronologicamente.

Neste caso, não consegui, porque tinha, praticamente, de marcar todas as páginas do livro – tal a riqueza de detalhes de visões da alma humana, aqui mostrada.

(mais…)


Editora: Objetiva

É a estória de um dom especial que, talvez, nenhum de nós gostaria de ter.

Stephen King escreveu “The Green Mile”, como uma série de 6 volumes, cujo cenário é o corredor da morte de uma prisão sulista norteamericana em 1932. O corredor da morte é a passagem com o chão da cor do limo de décadas, que leva até a sala da cadeira elétrica (forma da penalidade naquele tempo). O narrador é um velho carcereiro (Paul Edgecombe), recordando os eventos que aconteceram durante o tempo em que lá trabalhou, em sua juventude. King desenvolve a estória de John Cefey, condenado à morte pelo rapto e assassinato de duas meninas gêmeas. Edgecombe não consegue acreditar que esse homem que tem medo do escuro possa ter cometido crime tão terrível. (mais…)


Editora: Harper Collins

Esse é o primeiro de seus thrillers de aventura – 1999 – sem contar os roteiros de Indiana Jones e os infanto-juvenis Jake Ransons.

            O escritor James Rollins, criou outros thrillers de ação e aventura, antes de criar a Força Sigma (resenhas no blog: https://houseofthrillers.wordpress.com/?s=for%C3%A7a+sigma).  Esses livros forneceram importantes pesquisas para as missões do exército de cientistas.419291_10150602117478229_21898023228_9215588_26010055_n

Abaixo do gelo no ponto mais baixo da Terra, há um labirinto subterrâneo ainda não tocado pelos homens modernos – um lugar de maravilhas de tirar o fôlego – e terrores além da imaginação.

Um time de especialistas liderado pela Doutora em arqueologia e antropologia Ashley Carter, foi escolhido pelos militares, através do Dr. Andrew Blakely, para explorar este lugar secreto na Antártica, e descobrir as riquezas que esconde.

Uma estatueta esculpida num único diamante sem defeito nenhum, na forma de um ídolo da fertilidade, encontrada sob o gelo do Monte Erebus, numa intrincada rede de túneis e cavernas subterrâneas ocupadas pelo exército norte-americano, é o estopim para Ashley se meter na aventura, levando com ela seu filho de 11 anos, Jason.

Tudo leva a crer na existência de uma civilização perdida que vivia naquelas cavernas há 5 milhões de anos atrás.

Mas eles não são os primeiros a se aventurar aqui – e aqueles que eles seguem, não voltaram à superfície. (mais…)