O CORREDOR DA MORTE (The green mile) – Stephen King

Publicado: 19 de março de 2011 em Stephen King
Tags:, ,

Editora: Objetiva

É a estória de um dom especial que, talvez, nenhum de nós gostaria de ter.

Stephen King escreveu “The Green Mile”, como uma série de 6 volumes, cujo cenário é o corredor da morte de uma prisão sulista norteamericana em 1932. O corredor da morte é a passagem com o chão da cor do limo de décadas, que leva até a sala da cadeira elétrica (forma da penalidade naquele tempo). O narrador é um velho carcereiro (Paul Edgecombe), recordando os eventos que aconteceram durante o tempo em que lá trabalhou, em sua juventude. King desenvolve a estória de John Cefey, condenado à morte pelo rapto e assassinato de duas meninas gêmeas. Edgecombe não consegue acreditar que esse homem que tem medo do escuro possa ter cometido crime tão terrível.

O corredor da morte no cinema

Talvez o ratinho de estimação da prisão chamado Mr. Jingles seja engraçadinho, talvez a culpa seja sempre dos mais fracos, mas é difícil resistir aos ricos personagens e maravilhas desse thriller sobrenatural. É a estória de um dom especial que o prisioneiro Cofey possui – um dom que, talvez, nenhum de nós gostaria de ter. Mesmo quem não é muito chegado ao apelo de Stephen King, pode ler sem susto, pela lição de vida que apresenta, porque até mesmo a cena mais angustiante (a da cadeira elétrica) pode ser passada sem detrimento da estória como um todo.

Eu vi o filme antes de ler o livro e gostei muito de descobrir que o filme (de 3 horas de duração – sem ser cansativo, com Tom Hanks como o carcereiro) valeu cada minuto e não se desviou de forma completa, do original, como tantos que vemos por aí.  Eu asseguro a vocês que as últimas páginas serão lidas com lágrimas nos olhos.

Stephen King fala sobre o livro:

Stephen King

Stephen King era um leitor fanático dos quadrinhos de horror, incluindo Tales from the crypt, que estimulou seu amor pelo terror. Na escola, ele escrevia histórias baseadas nos filmes que assistia e as copiava com a ajuda de seu irmão David. King as vendia aos amigos, mas seus professores desaprovaram e o forçaram a parar.  De 1966 a 1971, Stephen estudou Inglês na Universidade do Maine em Orono, onde ele escrevia uma coluna intitulada “King’s Garbage Truck” para o jornal estudantil, o Maine Campus. O período que passou no campus influenciou muito em suas histórias, e os trabalhos que ele aceitava para poder pagar pelos seus estudos inspiraram histórias como “The Mangler” e o romance “Roadwork” (como Richard Bachman).

Outras resenhas de livros de Stephen King, aqui no House of Thrillers:

https://houseofthrillers.wordpress.com/category/stephen-king/

Acompanhe o escritor Stephen King: www.stephenking.com

Facebook: http://www.facebook.com/stephenkingwriter?sk=wall

Grupo de discussão sobre o escritor, no portal Skoob: http://www.skoob.com.br/grupo/44-stephen-king

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s