Arquivo de maio, 2011


Editora: Rocco

Mortons Fork é uma pequena cidade onde sobrevivem ruínas de um antigo Sanatório (o Gate), hoje vórtice de malígnos poderes psíquicos.

Dois visitantes incomuns, Wycherly e Sinah, lá se encontram e tornam-se figuras centrais de mórbidos episódios envolvendo possessão, terror, mistério e morte.
Em Gravelight, numa localização geográfica nas montanhas Apalaches da Virginia (o tipo de lugar que ainda é área rural e onde os primos se casam entre si), são encontrados poderes parapsicológicos assustadores e profundos. Esse poder surge principalmente de uma fonte localizada no terreno de um antigo sanatório, que foi destruído há décadas, por um incêndio.

Uma equipe de parapsicólogos de uma faculdade de Nova York decide torná-lo um projeto de pesquisa de verão. Dylan Palmer é o organizador da expedição, e para todos os efeitos práticos, seu líder, enquanto sua noiva Verdade Jourdemayne é a descendente direta dos seres que estiveram envolvidos no passado do local. (mais…)

Anúncios

Editora: Nova Fronteira

Hercule Poirot pode apertar a rede e capturar o assassino antes que ele/ela ataca novamente?

Agatha Christie diz que, entre todos os seus livros de viagens, este é o seu preferido: “Os três personagens principais me parecem vivos e reais.”

Hercule Poirot é talvez personagem mais interessante e agradável de Agatha Christie: baixo, gorducho, e levemente cômico, Poirot tem uma mente afiada e coloca confiança ilimitada em suas “células cinzentas”. Essas células permitem Poirot a resolver alguns dos mistérios mais desconcertantes jamais concebidos. 

Em Morte no Nilo, Poirot, em férias na África, encontra a rica e bonita Linnet e seu novo marido, Simon. Como de costume, nem tudo é como parece entre os recém-casados, e quando Linnet é encontrada morta, Poirot deve, através de um grupo de suspeitos, encontrar o assassino antes que ele (ou ela) ataque novamente.

Linnett tem quase tudo: juventude, beleza, inteligência e dinheiro. Em seguida, sua melhor amiga Jackie traz seu noivo, Simon Doyle, para visitar e pede a Linnett para dar-lhe um emprego. Agora Linnett e Simon estão em sua lua de mel, num cruzeiro pelo Nilo.  (mais…)


419kKVYKo2L__BO2,204,203,200_PIsitb-sticker-arrow-click,TopRight,35,-76_AA300_SH20_OU01_Grafton traz de volta à vida, personagens dos livros anteriores da série, porém as tramas não se encontram ao final, infelizmente.

                        Para Kinsey Millhone, o perigo vem junto com o trabalho, mas ela nunca esperara de se encontrar no topo de uma lista de um matador.

Kinsey Millhone é uma detetive particular, trintona, 2 vezes divorciada, que não bebe demais, não fuma demais, não usa drogas – na verdade, alguém muito comum, com todos os altos e baixos que os meros mortais tem de passar na vida e um extraordinário senso de humor.

Kinsey montou sua agência, num bairro calmo da cidade de Santa Teresa, na Califórnia. Com pouquíssimos móveis e objetos menos ainda, um número bem restrito de amigos fiéis e aparente falta de sensibilidade, tem uma tendência a se apegar a causas perdidas e animais abandonados. E essa simplicidade toda é a sua força – excepcionalmente, uma tarde/noite com um namorado novo, e logo volta ao foco de seu trabalho.

Quando Irene Gersh pede que Kinsey localize sua idosa e ecêntrica mãe, Agnes, de quem ele perdera o contato há 6 meses, a detetive não fica muito contente.  Mas uma mulher tem de pagar suas contas, e esse parece ser um caso bem simples…  ou, pelo menos, parecia…

Kinsey descobre a octogenária Agnes num hospital, com lapsos de memória e muito assustada.  Agnes desaparece e morre assassinada e Kinsey descobre a velha senhora não estava tão senil, afinal – será que ela estava querendo contar alguma coisa?  (mais…)


Editora: Abril Cultural

“Em romances de mistério, encontrar o assassino é fácil, apenas deve-se concentrar sobre a pessoa que é menos provável de ter cometido o crime.” – Agatha Christie

Um anfitrião de uma festa, é assassinado numa sala cheia de jogadores de bridge!  O Sr. Shaitana era famoso como um anfitrião dessa festa.

No entanto, ele era um homem de quem todos tinham um pouco de medo. Então, quando ele se gabou com Poirot, de que ele considerava assassinato uma forma de arte, o detetive ficou com algumas reservas quanto a aceitar um convite para ver a coleção particular do Sr. Shaitana.

Na verdade, o que começou como uma noite de jogo,transformou-se em um jogo mais perigoso ainda!
O Sr. Shaitana, um rico colecionador de objetos de arte, tem uma idéia incomum para um jantar depois de um encontro casual com Hercule Poirot em uma galeria de arte. Ele convida para jantar quatro detetives, mais quatro pessoas que ele suspeita que pode ter se safado com um assassinato. (mais…)


Editora: Rocco

Witchlight é um poderoso thriller de fantasia contemporânea que nos deixa presos até sua última página.

Marion Zimmer Bradley?  Num blog de thrillers?  Sei que parece estranho, mas não se esqueçam do que está escrito no cabeçalho do blog: Por sua própria conta e risco, você está entrando no empolgante e misterioso mundo dos livros do gênero thriller: policial, suspense, mistério, histórico, de aventuras, com pitadas de terror e fantasia.  Então…  Esta série “light” de livros da Marion: Ghostlight, Gravelight, Heartlight, Witchlight, tem suspense, mistério, terror, fantasia e, de quebra, muita, mas muita magia. Vai encarar?

O passado de Winter Musgrave é uma tela em branco, suas memórias desaparecidas.  Passa pelo Sanatório Fall River e por uma area de repouso chamada Greyangels.  Ela parece possuída – objetos tremem quando ela passa, animais mortos aparecem na frente de sua porta, portas e janelas abrem e fecham quando ela está dormindo; e ela tem essa sensação terrível de que alguma coisa horrível aconteceu em seu passado – e os resultados a estão perseguindo furiosamente. (mais…)