O HOMEM DO TERNO MARROM (The man in the brown suit) – Agatha Christie – um caso do Coronel Race

Publicado: 14 de maio de 2011 em Agatha Christie
Tags:, , ,

Editora: Nova Fronteira

Este é um dos romances policiais de Agatha, mais românticos.

Agatha Christie escreveu este livro, primeiramente com o título “O Mistério da Casa do Moinho”, após regressar de uma volta ao mundo que teve a África do Sul como uma das paradas. É um thriller que tem como detetive, o Coronel Race, que aparece em mais 3 outros livros.

A jovem Ann Beddelfield viveu a vida toda numa cidade pequena, com seu pai antropólogo.  Quando seu pai morre, ela veio a Londres em busca de romance e aventura – e encontrou, imediatamente.  Na plataforma da estação do metrô Hyde Park, um homem magro perdeu o equilíbrio e caiu nos trilhos, sendo eletrocutado no mesmo instante.  O veredito da Scotland Yard foi de morte acidental, mas Anne não concordou.

Eis aqui um supercriminoso que causa a morte de um homem por eletrocução, numa estação do metrô londrino.  O cheiro de naftalina leva Anne Beddingfield a uma aventura emocionante.  A última parada não é no metrô, mas na África.

Este é um dos romances policiais de Agatha, mais românticos (deve ser resquício da fase em que escreveu romances, sob o pseudôimo de Mary Westmancott).  É interessante ressaltar que o tipo de garota que Ann é, combina com o ideal para uma dama, segundo a escritora: bem nascida, criada pelo pai professor, porém não devotada, extremamente, a ele, bonita e consciente de si mesma, a ponto de usar seu charme para conseguir o que deseja, inteligente mas idealista, aventureira e sonhadora.

Ann não quer trabalhar como secretária e se casar com um executivo e ter de deixar de lado sua vida de sonhos e aventuras.  O dinheiro que recebeu de herança do pai, pouco poderá mantê-la.  Impulsivamente, ela compra uma passagem para a África do Sul, com todo o dinheiro que tem, esperando, confiante, que tudo irá melhorar.  O que acontece depois, excede seus sonhos mais loucos, com mortes misteriosas, seqüestros, diamantes e dançarinos do ballet russo.  Há muitas pessoas interessantes no navio, como a charmosa Senhora Blair, o enigmático Coronel Race, o clérigo Chichester e o excêntrico Sir Eustace Pedler.  Inclusive um estranho bem apessoado invade sua cabine fugindo de alguma coisa.

Agatha descreve cenas da Africa do Sul, magistralmente, demonstrando seu amor pela natureza, e a vida na região.

O livro não tem uma trama principal, e sim, uma série de pequenos mistérios que vão se resolvendo ao longo do texto.

clips do filme para a televisão, de 1980, baseado no livro de Agatha Christie:

Agatha Christie

Nascida Agatha Mary Clarissa Miller, em 15 de setembro de 1890, Agatha May Clarissa Mallowan, adotou o sobrenome de seu primeiro marido, Archibald Christie, e é conhecida pelo mundo como a Rainha do Crime. Ela é a autora mais publicada de todos os tempos em qualquer idioma, somente ultrapassada pela Bíblia e por Shakespeare. Agatha é a autora de oitenta romances policiais e coleções de pequenas histórias, dezenove peças e seis romances escritos sob o nome de Mary Westmacott. Foi pioneira ao fazer com que os desfechos de seus livros fossem extremamente impressionantes e inesperados, sendo praticamente impossível ao leitor descobrir quem é o assassino. 
Outras resenhas de livros de Agatha Christie, aqui no House of Thrillers: https://houseofthrillers.wordpress.com/category/agatha-christie/
 
Acompanhe a escritora: http://www.agathachristie.com
 

Responda no comentário:

Qual o livro da Agatha Christie que você mais gosta?

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s