UM BRINDE DE CIANURETO (Sparkling cyanide) – Agatha Christie – um caso do Coronel Race

Publicado: 11 de junho de 2011 em Agatha Christie
Tags:, , ,

Editora: Nova Fronteira

Uma morte curiosa no passado desperta uma suspeita que irrompe no presente.

Este thriller de Agatha Christie não está entre os trabalhos mais memoráveis ​​da autora, nem é seu mais célebre – mas é uma peça que mostra Christie brincando com um tema favorito: uma morte curiosa no passado desperta uma suspeita que irrompe no presente.

Um ano antes, a encantadora  socialite Rosemary Barton inesperadamente caiu morta no jantar em um restaurante de Londres, em sua festa de aniversário – e quando cianureto foi encontrado em sua taça de champanhe, sua morte é considerada suicídio. Ela estava um pouco deprimida depois de uma prolongada da gripe, mas Rosemary tinha tudo para viver: era jovem, rica, tinha um marido dedicado e um amante. E por que escolher um restaurante movimentado e glamouroso, durante um jantar realizado em sua honra?

Mas com o passar do tempo seu marido torna-se suspeito e determina-se a descobrir a verdade.

O resultado é mais uma morte – e mais uma vez o cianureto está na taça de champanhe.  Dame Christie, que sempre se sente muito feliz com frascos de venenos, deve ter adorado este.

Como em muitos de seus romances, Christie limita o campo de suspeitos entre os que estavam na mesa, e logo verifica-se que todos os presentes tinham um motivo para o assassinato de Rosemary – e teria um motivo para matar novamente.

Seria a sua irmã Iris, que herdou uma fortuna por causa da morte da irmã mais velha? Seria seu amante, cuja carreira podia ser arruinada por escândalo? Ou, talvez, a esposa dele, que poderia ter matado para salvar seu casamento?

Hercule Poriot não aparece neste thriller, e o detetive é o Coronel Race, que persegue o assassino por conta de um interesse emocional em Iris. E, de fato, este é um dos contos mais romanticos de Christie, com envolvimentos amorosos e sexuais entre os diversos personagens.

A escrita é sólida e a maioria dos leitores será tomada de uma surpresa. Uma leitura divertida e agradável.  Como sempre acontece com um romance de Agatha Christie, o mistério é inteligente, com algumas reviravoltas interessantes e que se transformam ao longo do caminho.

A review of Agatha Christie’s Sparkling Cyanide courtesy of Anskov http://www.youtube.com/user/anskov (vídeo em inglês, da resenha de Asnkov, deste livro da Agatha Christie):

Agatha Christie

Nascida Agatha Mary Clarissa Miller, em 15 de setembro de 1890, Agatha May Clarissa Mallowan, adotou o sobrenome de seu primeiro marido, Archibald Christie, e é conhecida pelo mundo como a Rainha do Crime. Ela é a autora mais publicada de todos os tempos em qualquer idioma, somente ultrapassada pela Bíblia e por Shakespeare. Agatha é a autora de oitenta romances policiais e coleções de pequenas histórias, dezenove peças e seis romances escritos sob o nome de Mary Westmacott. Foi pioneira ao fazer com que os desfechos de seus livros fossem extremamente impressionantes e inesperados, sendo praticamente impossível ao leitor descobrir quem é o assassino. 

Outras resenhas de livros de Agatha Christie, aqui no House of Thrillers: https://houseofthrillers.wordpress.com/category/agatha-christie/

Acompanhe a escritora: http://www.agathachristie.com
 

Responda no comentário:

Qual o livro da Agatha Christie que você mais gosta?

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s