Arquivo de 9 de julho de 2011


Editora: Doubleday – large print edition

Uma revelação dessas para quem está prestes a embarcar num navio…  Você embarcava?  Eu não!

Este é o 4º thriller de Natal que mãe e filha escrevem juntas.
O Comodoro Randolph Weed inaugura seu navio recém-restaurado, The Royal Mermaid, num cruzeiro saído de Miami, no Natal, para levantar fundos para a caridade e premiar 400 pessoas consideradas especiais, que “fizeram desse mundo, um melhor lugar para morar”.
Entretanto, Eric Manchester, sobrinho de Weed, vende, por 2 milhões de dólares, lugares para esconderijo no navio, para dois gangsters fugitivos da polícia, que estavam querendo chegar à Ilha Fishbowl, onde eles poderiam ficar fora da jurisdição federal.
Entre os hóspedes do navio, está um grupo de leitores integrantes de um Clube do Livro de Mistério, e uma dezena de figurantes vestidos de Papai Noel de loja.  O Comodoro Weed planeja jogar as cinzas de sua falecida mãe, em cerimônia no convés do navio.  Uma relíquia de Cleópatra, roubada de um museu. – tudo, supostamente, para alegrar os convidados – você não podem imaginar o ridículo das situações e piadas resultantes dessa mistura – só se lerem o livro – não acho que valha a pena.
Alvirah Meehan ganhou na loteria – amiga da investigadora particular Regan Reilly, leva-a junto (um bom grupo: Alvirah, seu marido, Regan, o marido dela, a mãe de Regan e o marido. – parece que essa tal de Alvirah já é personagem figurinha carimbada nesses especiais de Natal, de mãe e filha.
Em relação a ela, logo antes de embarcar, vai a uma cartomante que lê sua sorte: “Eu vejo uma banheira.  Uma grande banheira.  Você não está segura lá.  Ouça-me.  Seu corpo não pode ficar cercado por água.  Até o Ano Novo você só pode tomar banho de chuveiro.” – uma revelação dessas para quem está prestes a embarcar num navio…  Você embarcava?  Eu não! (mais…)

Anúncios

Editora: Sextante

“Sinto muito.”- Elizabeth Hoyt

O médico David Beck e sua esposa Elizabeth, que se conheciam desde crianças e que completavam 13 anos de casados, sofrem um golpe terrível, à beira de um lago, em que ela é raptada, estuprada e morta, por um serial killer que marca suas vítimas a ferro quente na testa.

David, golpeado e inconsciente só descobre o que aconteceu com sua mulher, quando acorda num hospital.

Oito anos depois, o caso, já meio que esquecido pelo polícia, retorna às manchetes, quando novas evidências e mais corpos são encontrados, redirecionando, surpreendentemente, para o FBI, a culpa da morte de Elizabeth, para o médico.  (mais…)