SANTA CRUISE – A HOLIDAY MISTERY AT SEA – Mary Higgins Clark&Carol Higgins Clark

Publicado: 9 de julho de 2011 em Mary Higgins Clark
Tags:,

Editora: Doubleday – large print edition

Uma revelação dessas para quem está prestes a embarcar num navio…  Você embarcava?  Eu não!

Este é o 4º thriller de Natal que mãe e filha escrevem juntas.
O Comodoro Randolph Weed inaugura seu navio recém-restaurado, The Royal Mermaid, num cruzeiro saído de Miami, no Natal, para levantar fundos para a caridade e premiar 400 pessoas consideradas especiais, que “fizeram desse mundo, um melhor lugar para morar”.
Entretanto, Eric Manchester, sobrinho de Weed, vende, por 2 milhões de dólares, lugares para esconderijo no navio, para dois gangsters fugitivos da polícia, que estavam querendo chegar à Ilha Fishbowl, onde eles poderiam ficar fora da jurisdição federal.
Entre os hóspedes do navio, está um grupo de leitores integrantes de um Clube do Livro de Mistério, e uma dezena de figurantes vestidos de Papai Noel de loja.  O Comodoro Weed planeja jogar as cinzas de sua falecida mãe, em cerimônia no convés do navio.  Uma relíquia de Cleópatra, roubada de um museu. – tudo, supostamente, para alegrar os convidados – você não podem imaginar o ridículo das situações e piadas resultantes dessa mistura – só se lerem o livro – não acho que valha a pena.
Alvirah Meehan ganhou na loteria – amiga da investigadora particular Regan Reilly, leva-a junto (um bom grupo: Alvirah, seu marido, Regan, o marido dela, a mãe de Regan e o marido. – parece que essa tal de Alvirah já é personagem figurinha carimbada nesses especiais de Natal, de mãe e filha.
Em relação a ela, logo antes de embarcar, vai a uma cartomante que lê sua sorte: “Eu vejo uma banheira.  Uma grande banheira.  Você não está segura lá.  Ouça-me.  Seu corpo não pode ficar cercado por água.  Até o Ano Novo você só pode tomar banho de chuveiro.” – uma revelação dessas para quem está prestes a embarcar num navio…  Você embarcava?  Eu não!
Desde o início, o livro não era promissor.  Nos agradecimentos, já que o tema era um cruzeiro de inauguração de um navio, começar com a frase: “O barco chegou ao porto… Nossos agradecimentos especiais aos nossos companheiros passageiros do Santa Cruise.” – bem…
Clichê após clichê, consegui chegar até o final – somente porque tinha de escrever essa resenha, bem entendido.
A única coisa realmente ótima dessa leitura, foi que a edição era Large Print (letras grandes, para ceguetas como eu).
Em resumo: Surreal!  Not worth it!

A escritora norte-americana Mary Eleanor Higgins Clark Conheeney, conhecida como Rainha do Suspense, nasceu em 1927 no Bronx, em Nova Iorque. Em 1956 começou a escrever contos para jornais e revistas e peças para a rádio.  Seu marido Warren viria a morrer em 1964, vítima de um ataque de coração. Mary ficou com cinco filhos a seu cargo. Foi então que decidiu dedicar-se à escrita. Todos os dias levantava-se às 5 da manhã e escrevia até às 7, hora em que preparava os filhos para a escola.  O seu primeiro livro policial Where Are the Children?, publicado em 1975, tornou-se um best-seller. Os seus livros estão traduzidos em várias línguas.  Higgins Clark é membro do Mistery Writers of America.    

Outras resenhas de livros de Mary Higgins Clark, aqui no House of Thrillers:  

https://houseofthrillers.wordpress.com/category/mary-higgins-clark/

Para acompanhar a carreira da autora mãe, Mary Higgins Clark: http://www.maryhigginsclark.com

Para acompanhar a carreira da autora filha, Carol Higgins Clark: http://www.carolhigginsclark.com

Facebook: www.facebook.com/people/Carol-Higgins-Clark/722151588

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s