CILADA (Caught) – Harlan Coben

Publicado: 20 de agosto de 2011 em Harlan Coben
Tags:,

Editora: Sextante

“Eu te perdôo.”- Dan Mercer 

Estudante exemplar e responsável, de 17 anos, quando Haley não volta para casa, todos começam a imaginar o pior – não era de seu feitio sumir dessa forma, devastando a rotina de toda uma família.

Provando o poder da mídia de massa, o assistente social Dan Marcer é acusado de pedofilia, em rede nacional, por uma repórter de televisão, Wendy Tynes. Mas é inocentado por falta de provas – e logo depois, assassinado, pelo pai de uma das crianças que ele teria atacado.

Mercer, ele mesmo, tinha sido um menino pobre e sem perspectivas, até conseguir se formar e trabalhar como assistente social, num centro comunitário.

Wendy torna-se, por ironia do destino, a única testemunha de seu assassinato e seu instinto diz que, em face desses novos acontecimentos, talvez Mercer não fosse culpado, como parecia.

Também é envolvida nos acontecimentos, a juíza superstar Hester Crimstein, protagonista de um programa sensacionalista de televisão, onde eram apresentados “casos reais” da criminalidade; e onde valores altos eram negociados, a título de acordo ou indenização.

Sentindo-se culpada pela morte de Mercer, e tendo que lidar com o comportamento agressivo de seu filho adolescente, com as tentativas de reaproximação da mulher culpada pela morte de seu marido, e com uma campanha de difamação pela internet, Wendy investiga mais a fundo seu caso e o desaparecimento de Haley, revelando verdades e mentiras, vidas e destinos sendo revolvidos de cabeça para baixo, numa rede de segredos e mistérios que desafiam o julgamento mais superficial.

Culpa, luto e perdão se misturam há muitos anos – nada é o que parece ser.

Vídeo em que Harlan Coben fala sobre o livro:

Harlan Coben

Harlan Coben é autor de mais de 15 livros e vencedor de vários prêmios – sendo o únic escritor a ganhar o Shamus, o Anthony e o Edgar Allan Poe. Aclamados pela crítica, seus últimos lançamentos chegaram ao topo das listas de mais vendidos, dos principais veículos de comunicação do mundo. Os livros de Coben já foram traduzidos para mais de 20 idiomas. Atualmente o autor vive com a mulher e os quatro filhos, em Nova Jersey.  Aclamado na França como “o mestre das noites em claro”.

Site: http://www.harlancoben.com

Facebook: http://www.facebook.com/media/set/?set=a.1403961430909.2053515.1588575676#!/harlan.coben / http://www.facebook.com/harlancobenbooks?ref=ts&sk=wall

Twitter:@HarlanCoben – http://twitter.com/#!/HarlanCoben

Grupo de discussão no Skoob, sobre o autor: http://www.skoob.com.br/grupo/572-harlan-coben

O colega skoober Claudio Schamis, resenhou o livro, em17/04/2011 – Sou fã incondicional de Harlan Coben. O livro “Cilada” foi um livro onde não tive uma empolgação nível 10 como aconteceu em outros livros do autor, mas nada que comprometesse o estilo de Harlan, considerado um dos melhores escritores de ficção policial da atualidade. A história é interessante, mas achei esta com alguns baixos que meio que esfriava um pouco aquela coisa de você sair freneticamente atrás do fim. Mas digo para quem gosta do escritor não deixe de ler, e para quem não conhece vale a pena conhecê-lo.

A colega skoober Dominique, também resenhou o livro em 20/03/2011 – Sempre ouvi nos grupos literários do qual participo, fortes elogios ao autor Harlan Coben. Ao longo dos encontros, a vontade de lê-lo somente aumentava, mas nunca encontrava tempo, apesar de ter dois exemplares dele na estante. Qual não foi minha surpresa ao receber da editora Sextante, o mais novo livro de Harlan Coben no Brasil, “Cilada”. Primeiramente, devo dizer que amei a capa, que é primorosa e ressalta um aspecto de inocência e delicadeza, que falta no livro, apesar do tema ser bastante delicado. A trama em si já é bastante delicada e difícil de ser discutida, que é a pedofilia. Os pedófilos em geral são seres grotescos, repudiados e menosprezados pela sociedade como um todo. Não há uma família sequer, que não deseje vê-lo, no mínimo, atrás das grades. É a partir da compreensão da natureza humana, que o leitor pode colocar-se no lugar e entender as razões que levaram a repórter Wendy Tynes, a tramar uma cilada para denunciar em seu programa de tevê, um perigoso aliciador de menores. Os personagens e seus dramas pessoais são muitos bem construídos, tornando tudo e todos, ao mesmo tempo, santos e demônios, porém, não impassíveis de serem julgados por seus pecados. Sendo Wendy Tynes, a personagem central, estando presente em diversos capítulos com sua busca desenfreada pela verdade, temos também em outros momentos, uma visão do que se passa, por exemplo, com a família McWaid e com outros personagens não menos importantes. A questão do perdoar o próximo é muito bem abordado em dois momentos cruciais para a história e mais uma vez, o leitor é obrigado a colocar-se no lugar do personagem e refletir: e se fosse comigo, eu perdoaria? Um dos momentos mais tensos da história é o confronto de Wendy com a mulher que atropelou seu marido, levando-o a morte. Após pedir o perdão de Wendy e de sua família diversas vezes, Ariana Nasbro tenta mais uma vez através de uma carta, que é respondida pessoalmente pela enfurecida viúva. (…) Cilada é com certeza, é um dos livros mais imprevisíveis que eu já li, com um final arrebatador e intenso. Tenho certeza de que se você aprecia o gênero policial/suspense, irá se deliciar com essa história. Recomendo! Veja mais: http://www.livrosfilmesemusicas.com.br/2011/02/cilada-de-harlan-coben.html

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s