Arquivo de setembro, 2011


Editora: Nova Fronteira

Este exemplar da coleção Agatha Christie é um desvio dos thrillers de assassinatos costumeiros, para enveredar pelo mundo da espionagem.  Sem muito sucesso, diga-se de passagem…

Foi realmente uma coisa nova na vida de Stafford Nye, um membro do corpo diplomático, acordar tonto, após ter sido drogado e ter seu passaporte roubado.

Também não havia vestígios da fascinante mulher que ele havia conhecido em Frankfurt, pedindo ajuda para salvar sua vida.

Mas os problemas de Stafford estão somente começando.

Alvo de duas tentativas de assassinato, ele precisa, agora, da ajuda dessa mulher estranha.  Mas ele tem de localizá-la primeiro…

O que ele consegue encontrar é uma mulher com várias identidades e inúmeros segredos, que o leva para o coração de uma conspiração internacional que poderá levá-los à morte. (mais…)


Editora: Record

A trama, em sua essência, é parecida com a do Assassinato no Expresso Oriente – vários suspeitos de um único crime, com motivos suficientes para cometê-lo.

Combinando os clássicos ingredientes de um assassinato, com o mistério de uma heroína com personalidade fascinante, a escritora inglês P. D. James escreve o segundo livro da série da jovem e bonita detetive particular, Cordelia Gray – o primeiro foi: “Trabalho impróprio para uma mulher”.

Contratada para proteger uma atriz de teatro de segunda classe, Clarissa Lisle, ameaçada de morte, Cordelia Gray, inteligente, mas ingênua, é envolvida no conflito que toma uma pequena ilha no litoral da Inglaterra – a ilha Courcy. Todos os hóspedes tem um motivo para matá-la… e um deles o faz. (mais…)


Editora: Sextante

A teoria da ciência Noética

O Símbolo Perdido, é o quinto livro de ficção do escritor norte-americano Dan Brown.

O livro aborda a maçonaria nos Estados Unidos e seus vários símbolos ocultos, bem como os fundadores americanos envolvidos com tal irmandade.

O Símbolo Perdido foi lançado, em língua inglesa, em Setembro de 2009 e a edição brasileira em dezembro.

No primeiro dia de vendas o livro vendeu 1 milhão de copias nos Estados Unidos, no Canadá e no Reino Unido.

A demora para o seu lançamento se deu, pelo fato do seu autor, Dan Brown, estar envolvido num processo de plágio juntamente com a sua editora americana. O processo foi movido por dois historiadores britânicos, Michael Baigent e Richard Leigh, que acusavam o escritor de ter copiado a estrutura central de um livro que eles publicaram em 1982, O Santo Graal e a Linhagem Sagrada. Contudo, a sua inocência já foi provada. (mais…)


Editora: L&PM

Parece que alguém está muito preocupado em que os segredos do passado permaneçam esquecidos…

Miss Marple, sem acreditar, lê uma carta endereçada a ela, vinda de Mr. Rafiel (um conhecido de uma viagem ao Caribe há um ano atrás), recém-falecido, deixando instruções para que fosse investigado um crime, após sua morte.

Quando Rafiel fica obcecado em consertar uma injustiça terrível, é a ela que recorre, deixando, em seu testamento, vinte mil libras para custear os trabalhos.

Pelo menos, é isso que Miss Marple deduz, após ler a carta.

Jane Marple concorda com a investigação. O único problemas é que ele esqueceu de dizer quem está envolvido, onde e quando o crime foi cometido.  Muito intrigante.  Porém, conhecendo Rafiel como ela conhece, ela sabe que ele a guiará, de alguma forma, de onde estiver.  Mesmo do além túmulo…  E é isso que ele faz…

Miss Marple é, certamente, uma caricatura da mulher inglesa do campo – alta, magra, de olhos azuis, cabelos brancos e face enrugada.  Está sempre às voltas com um tricot.  Vive de modo refinado mas simples, gosta de jardinagem e longas caminhadas.  Mora no povoado de St. Mary Mead e recebe ajuda financeira de seu sobrinho da cidade, o novelista Raymond West, que considera a cidadezinhas, “uma poça estagnada.”  “Eu creio que nada é tão cheio de vida quanto uma gota de água de uma poça estagnada, debaixo do microscópio.” – Miss Marple

(mais…)


Editora: Companhia das Letras

O livro precisa ser lido pelos fãs de Patricia Cornwell, porque forma o cenário para o próximo livro: Lavoura de corpos (From Potter´s Field) – série Kay Scarpetta 5)

Nesse quarto livro da série de Kay Scarpetta, a médica legista mais famosa da Virgínia é confrontada por um assassinato muito confuso, no que se trata de evidências.

Como é que as impressões digitais de Ronnie Joe Waddell aparecem na cena da morte de um psicopata, depois que ele (Waddell) já tinha sido executado na cadeira elétrica?

A Dra. Scarpetta, então, torna-se objeto de interesse da mídia e acaba por ser suspeita do crime. Alguém está sabotando seus esforços, hackeando seu computador e invadindo seus arquivos.

Desesperada, tem de apelar para a ajuda de sua sobrinha Lucy Farinelli – um gênio da computação, com apenas 17 anos de idade.

Juntamente com o agente do FBI e namorado de Kay, Benton Wesley e o Capitão Pete Marino, Lucy ajuda sua tia a solucionar os crimes e a achar quem está sabotando seus arquivos eletrônicos.  (mais…)