Arquivo de junho, 2012


Editora: Nova Fronteira

Hercule Poirot tem quatro casos misteriosos para resolver – cada um cheio de suspense.

                                    Como uma mulher segurando uma pistola com sua mão direita consegue atirar em si mesma na têmpora esquerda?

            Qual a ligação entre a visão de um fantasma e o desaparecimento de planos militares altamente secretos?

            Como a bala que matou Sir Gervase quebrou um espelho em outra parte do quarto?

            Deve a bela Valentine Chantry fugir da ilha de Rhodes?

            Hercule Poirot tem quatro casos misteriosos para resolver – cada um cheio de suspense.

            Assassinato no beco começa com um assassinato numa casa de campo e a autora teve tempo de montar um grupo grande de personagens e uma boa variedade de pistas para segurar o interesse do leitor. (mais…)

Anúncios

Editora: Círculo do Livro

O Capitão Arthur Hastings conhece Dulcie Duveen, num trem, e planejam o casamento ao final do livro.

Um pedido de socorro urgente, de seu amigo milionário Paulo Renauld, leva Hercule Poirot para a França, mas ele chega tarde demais para salvar seu cliente que foi brutalmente esfaqueado e deixado numa cova rasa, num campo de golfe.

Mas porque o morto usava uma capa grande demais para ele?

E para quem era destinada a apaixonada carta de amor encontrada em seu bolso?

Antes de Poirot responder essas perguntas o caso toma outro rumo com a descoberta de um segundo cadáver assassinado de forma idêntica e com a mesma faca que matou Renauld…

Ficamos sabendo que Madame Daubreuil estava chantageando Renauld, que tinha um passado um tanto sombrio.  Quem era ele realmente?  Pouco se sabe dele, exceto que teria feito fortuna na América do Sul.

A esposa de Renauld descreve dois homens mascarados e barbados que teriam invadido sua casa e a amarrado, depois levado Renauld para fora da casa.  Mas, por que os criados não ouviram nada?

O filho de Renauld, Jack, volta para casa e revela que estava tendo discussões com o pai.  Ele estava apaixonado por Marthe Daubreuil, a filha de Madame Daubreuil.

Ele é, então, preso pelo assassinato, mas Poirot trabalha para provar a inocência do rapaz. (mais…)


Editora: Companhia das letras

A inglesa Phyllis Dorothy James (a baronesa de Holland Park), a mais cultuada autora de literatura policial em atividade, lança seu novo romance aos 89 anos.

O inspetor e renomado poeta, Adam Dalgliesh retorna, em sua 14a aventura, em Paciente Particular, ambientado numa clínica de estética.

Cheverel Manor é uma linda casa em Dorset, cujo dono, o famoso cirurgião plástico George Chandler-Powell, usa como clínica particular.

Quando a jornalista Rhoda Gradwyn se interna para retirar uma antiga cicatriz no rosto, as expectativas de sucesso e de uma recuperação fácil, são grandes.  Mas dentro de poucas horas após a operação, ela é assassinada.

Rhoda não era uma mulher das mais agradáveis: gostava de investigar a vida de famosos e chantageá-los.  Uma jornalista de revistas de escândalos. – Muita gente queria sua cabeça. (mais…)


Editora: Nova Fronteira

Roger Ackroyd sabia demais.

Ele sabia que a mulher que ele amava tinha envenenado o brutal primeiro marido dela.

Ele também suspeitava que alguém a estava chantageando.

     Então, tragicamente, chegaram as notícias de que ela tinha se suicidado com uma overdose de medicamentos.

  Mas o correio da tarde trouxe para Roger uma última peça de informação – uma carta de sua amante, dizendo o nome do homem que a estava arruinando.  Infelizmente, antes que ele pudesse terminar de ler a carta, foi esfaqueado e morto.

E a carta sumiu!

Este foi o livro de mistério policial mais famoso do século 20. Quebrou uma das leis da ficção policial: os pensamentos do auxiliar de Poirot não devem ser ocultados do leitor – mas, neste caso, especialissimo – tiveram de ser.  Poucos leitores apreenderam o artifício antes do fim do livro e isso dividiu as opiniões da crítica especializada Quase fez com que Agatha Christie fosse desligada do Clube dos Detetives (uma organização de escritores que concordavam em sempre jogar limpo com seus leitores).

Este livro a colocou no auge da fama – é o seu clássico dos clássicos.  Transformaria a caipira que escrevia por passatempo, na primeira-dama do gênero policial na Grã-Bretanha e no mundo.

Há o subsidio de vários mapas da casa e dos jardins – adoro isso.  (mais…)


Editora: Rocco

A vida atual de Toby se complica, com o súbito aparecimento de uma ex-namorada com um filho que ele nunca soube existir.

No tempo presente, Toby O´Dare (Lucky) é um católico ignorante.

A magnífica série de Anne Rice, Songs of the Seraphim, continua com outra aventura metafísica cheia de anjos e assassinos.

Mal recuperado de sua missão divina anterior, em busca de sua redenção, em Tempo dos Anjos (resenha no blog: https://houseofthrillers.wordpress.com/2012/10/06/tempo-dos-anjos-angel-time-anne-rice-serie-songs-of-the-seraphim-1/?preview=true), o ex- matador de aluguel Toby O´Dare é mais uma vez chamado por Malchiah para investigar o envenenamento de um nobre italiano e deter a caçada a um dybbuk (um espírito que não aceita sua morte) muito zangado.

            Juntos, eles voltam à Itália do século XV – o século de Michelangelo, da Santa Inquisição, do Papa Leão X – e dessa vez, Malchiah faz com que Toby use o poder de sua música do alaúde, para acalmar os espíritos desesperados e salvar a vida de Vitale de Leone – um jovem médico judeu acusado de envenenar seu paciente Niccolo, e de trazer o fantasma para a casa da família.

            Toby logo descobre estar no meio de uma trama familiar perigosa, com o véu do terror eclesiástico caindo sobre ele.  Mas resolve os problemas de forma eficiente, embora a tragédia permaneça à sua volta, abalando sua fé e o deixando vulnerável aos poderes do mal, que espreitam para explorar suas fraquezas. (mais…)