Arquivo de agosto, 2012

Fantasmas (Phantoms) – Dean Koontz

Publicado: 11 de agosto de 2012 em Dean Koontz
Tags:

Editora: Record

Se o leitor for assistir ao filme, certifique-se de ter um braço ao lado, livre, para poder ser agarrado.

                        Quando a Dra. Jenny Paige e sua irmã adolescente, Lisa, voltam para casa, após a morte de sua mãe, elas encontram a cidade silenciosa demais, aparentemente abandonada.

As mesas arrumadas para o jantar, as refeições sendo preparadas, e música tocando nas salas – mas sem vestígio de pessoas para ferver a água ou desligar o fogão.

Então, elas encontram o primeiro corpo, o da empregada da casa, estranhamente inchado, todos machucado e ainda morno.

Ao explorar a cidade, Paige acha seus amigos e vizinhos, mortos por alguma força misteriosa – já que os corpos não mostram sinais visíveis de violência.

550 estavam mortos, 350 desaparecidos.

Mas o terror havia apenas começado, na pequena cidade montanhosa de Snowfield, na Califórnia.

O delegado de Santa Mira, perto da cidade, é acionado e chega na cidade com um grupo de detetives.

Primeiramente eles acharam que era o trabalho de algum maníaco.  Ou de terroristas.  Ou contaminação tóxica.  Ou uma nova e bizarra doença. (mais…)

Anúncios

Editora: Innovation Books

Crepúsculo perde…

Este é um conto poderoso, passado nas ruas da Londres de 1888, e no campo ao seu redor, sobre Julie – uma jovem que fica obcecada com a casa que seu pai deixou para ela e seu irmão, em seu leito de morte – e que ele os fez jurar que iriam derrubar.

Julie não consegue imaginar que no castelo ancestral de Rampling Gate, um espírito que vinha assombrando seu pai há anos; e que, agora, vinha em busca dos seus filhos, a esperava.

Julie luta para escolher entre o mundo da razão e da racionalidade de as sombrias promessas de amor de uma criatura – um belo jovem, ao qual ela não consegue resistir, num mundo de noites sem fim, paixões secretas e prazeres inomináveis.

Publicada logo após os dois primeiros volumes de suas Crônicas Vampirescas (Entrevista com o vampiro e O vampiro Lestat), The Master of Rampling Gate, apesar de sua atmosfera histórica, quase não nos deixa reconhecer nossa escritora gótica favorita – não passa de um desses romances de banca, disfarçado de thriller de terror.

Para piorar as coisas, nem podemos chamar, realmente, de uma estória de amor – Julie e a criatura se apaixonam à primeira vista, sem sequer trocar a menor palavra – e, imediatamente, decidem viver juntos para todo o sempre… Crepúsculo perde… (mais…)


      Editora: Nova Fronteira

Hercule Poirot pode estar de férias, mas os assassinos não estão.

O cenário desse mistério é a exótica Jerusalém, para onde os Boytons foram de férias, para visitar a Terra Santa.

E onde Poirot também está de férias.

Logo na primeira noite, Poirot ouve uma conversa: “Você sabe, não sabe, que ela tem de morrer?”

A vítima desta estória é uma turista odiada até mesmo por seus filhos, morta durante um passeio a Petra.

Os hóspedes do resort onde ela estava hospedada, até simpatizaram com o assassino, o que torna o trabalho do detetive belga um pouco mais difícil.

Há uma longa lista de suspeitos, motivos e oportunidades.

Neste livro, Agatha Christie faz uma análise psicológica de cada personagem, de toda uma família.

Os emocionalmente desequilibrados Boytons, consistem na cruel e sádica Sra. Boyton, a esquizofrênica filha Guineva, Raymond e Carol, que só pensam em fugir do jogo de sua madrasta, um mais velho, Lennox e sua esposa Nadine, sempre solitária e livre da influência da terrível matriarca.

O filme sobre este livro, foi lançado em 1988, estrelando Peter Ustinov como Poirot e Lauren Bacall como a Sra. Boyton. Também no elenco estavam Carrie Fisher e Piper Laurie.

Cena do filme:

 Parte 1 do programa de televisão baseado no filme:

Agatha Christie

Agatha Christie é a autora mais publicada de todos os tempos em qualquer idioma, somente ultrapassada pela Bíblia e por Shakespeare. Agatha é a autora de oitenta romances policiais e coleções de pequenas histórias, dezenove peças e seis romances escritos sob o nome de Mary Westmacott. Foi pioneira ao fazer com que os desfechos de seus livros fossem extremamente impressionantes e inesperados, sendo praticamente impossível ao leitor descobrir quem é o assassino.   Outras resenhas de livros de Agatha Christie, aqui no House of Thrillers: https://houseofthrillers.wordpress.com/category/agatha-christie/

Acompanhe a escritora: http://www.agathachristie.com

Responda no comentário:

Qual o livro da Agatha Christie que você mais gosta?