FREAKS – Tess Gerritsen – short story Kindle edition

Publicado: 27 de outubro de 2012 em Tess Gerritsen
Tags:, , , , ,

Editora: Ballantine Books

Uma morte bizarra acontece com um toque sobrenatural.

Neste conto de Tess Gerritsen, sobre a dupla Rizzoli&Isles, oferecido única e especialmente em edição para o Kindle, uma morte bizarra acontece com um toque sobrenatural.
A detetive de homicídios Jane Rizzoli e a doutora Maura Isles, já viram de tudo, em cenas de crimes, mas a morte de Kimberly Rayner pode ser qualificada como sobrehumana, em mais de um ângulo.
Quando o corpo da garota de 17 anos é descoberto perto de um caixão vazio, numa igreja abandonada, onde ela vinha morando já há algum tempo com seu amigo Lucas (e mais alguns morceguinhos…), misteriosas feridas em torno de seu pescoço, sugerem algum tipo de brincadeira.
Lucas Henry, um adolescente pego fuçando a cena do crime, declara gostar muito de sangue – um gosto que ele compartilhava com a desnutrida Kimberly – ambos se consideravam vampiros e sua dieta consistia, basicamente, de sangue de animais e do fornecimento de um amigo que trabalhava num banco de sangue lá perto.
Apesar dos eventos deste acaso acontecerem durante um dos invernos mais frios da história da cidade de Boston, ele dormia num caixão e ela numa tumba – não faziam sexo (somente os vampiros de Crepúsculo fazem sexo e procriam…).  Pálidos e magros, amavam-se, segundo ele.


Maura Isles é de opinião que ambos sofriam de uma doença que causava ilusões compartilhadas.
Mas o pai da vítima não acredita em vampiros – somente em vingança (ele está convencido de que Lucas matou sua filha e quer matá-lo, portanto).
Além disso, outra vida pode estar em risco, a menos que Rizzoli e Isles descubram a verdade sobre os acontecimentos.
A solução para o caso será tão estranha quanto o próprio; e satisfará os fãs desse time de investigadoras singulares.

Só não gostei muito da primeira frase do primeiro capítulo, quando Tess chama Maura Isles de “The queen of the dead” – meio pobre…

Durante o texto, a propósito do nome do rapaz Lucas Henry, Tess Gerritsen nos brinda com a informação sobre Henry Lee Lucas – Segundo ela, o mais prolífico dos serial killers.   Bom, eu fiz meu dever de casa e fui procurar mais informações sobre o tal, na wikipedia.  Fiquei estarrecida.  Em resumo:

Henry Lee Lucas

Henry Lee Lucas confessou estar envolvido em cerca de 600 assassinatos (em conjunto com Ottis Toole) cerca de uma morte por semana entre 1975 e 1983. Lucas nasceu em Blacksburg, Virginia. Ele próprio descreveu a sua mãe, Viola Lucas, como uma prostituta violenta. Viola costumava bater nos filhos sem razão aparente e obrigava-os a vê-la ter relações sexuais com outros homens. O seu pai era um operário das estradas de ferro alcoólatra, que tinha perdido as pernas num acidente com um comboio. Uma vez Lucas esteve três dias em coma, depois de ter sido espancado com uma prancha de madeira. Durante uma luta com o meio irmão, Lucas foi ferido no olho. A sua mãe ignorou-o e o olho infeccionou, tendo sido substituído por um olho de vidro. Cedo em sua infância, Lucas viu-se obrigado a vestir-se como uma garota por sua mãe. Ela teria cacheado os cabelos loiros do garoto em madeixas e o enviado para a escola com roupas de menina. Submetido a horrores por sua insanamente abusiva mãe, Lucas começou a entregar-se a depravações sádicas enquanto ainda era criança. Aos treze, foi assumindo o compromisso de sexo com seu meio-irmão mais velho, que também introduziu Henry à bestialidade e à tortura de animais. Uma de suas atividades preferidas era cortar as gargantas de pequenos animais e depois violar sexualmente os cadáveres.  A 12 de Janeiro de 1960 Lucas matou a sua mãe. Viola queria que o filho fosse morar com ela, para a amparar na velhice, mas Lucas recusava-se. O Conselho de Perdão e Palavra do Texas votou para que se mudasse a sentença de Lucas de pena de morte para prisão perpétua. Lucas morreu a 13 de Março de 2001 devido a uma falha cardíaca.  Qualquer que seja o total de mortes, a terrível natureza da vida criminosa de Lucas foi resumida em uma declaração: “Matar alguém é como caminhar pela rua. Se eu quisesse uma vítima, eu ia e obtinha uma.”

 

E, é claro – ao final do arquivo – os primeiros capítulos de “Silent Girl”: o novo livro de Tess Gerritsen, da série Rizzoli&Isles.

Devo dizer que li o conto no Kindle – apesar de serem poucas páginas, ler num Kindle não é das experiências mais fáceis, embora fascinante.  Pode-se marcar a página onde parou, marcar um texto interessante para comentar, fazer histórico e resenhar depois, compartilhar que você está lendo este livro com os amigos d o Facebook, pesquisar o significado de algum termo na Wikipedia, no Google ou num dicionário.  Pode, também escolher o tamanho da letra e a cor da página para facilitar sua leitura – prefiro em sépia.  Você não precisa ter um Kindle para lê-lo.  Pode baixar um Kindle applet gratuito para seu iPhone, iPad, Android (como é o meu caso) ou Blackberry.  Depois é só entrar na loja da Amazon, que vem dentro do apps e comprar os e-books – comprei vários: da Tess Gerritsen, da Karin Slaughter, do Lee Child, e do Dean Koontz – todos contos baratinhos, a 2, e 3 dólares cada.  Mas podem ser comprados livros de 10 dólares também, como o último da Chelsea Cain, Night Season.  Lê-se como num Kindle, porém, na tela do tamanho do aparelho que você tem nas mãos.  Os e-books chegaram para ficar e os contos só ficam economicamente viáveis de serem publicados, atualmente, via e-book.  Não deixe de ler só porque os tempos estão mudando.  Se eu consegui – você também consegue.  Importante: se estiver na dúvida, faça o download gratuito de uma amostra do livro, primeiro, antes de comprar o livro ou o conto todo.

Tess Gerritsen

Tess Gerritsen teve uma carreira de escritora, fora do normal.  Formada pela Stanford University, Tess fez Medicina na University of California, San Francisco.  Depois que teve seu filho, deixou a medicina e começou a escrever ficção.  Em 1987, sua primeira obra, “Call After Midnight”, foi publicada como romance policial.   O primeiro thriller médico, “Harvest”, 1996, foi sua estréia na lista dos mais vendidos do New York Times. Desde então: Life Support (1997), Bloodstream (1998), Gravity (1999), The Surgeon (2001), The Apprentice (2002), The Sinner (2003), Body Double (2004), Vanish (2005), The Mephisto Club (2006), The Bone Garden (2007), The Keepsake (2008), e Ice Cold (2010).   Seus livros já foram traduzidos para 37 línguas, e mais de 20 milhões de cópias foram vendidas, em todo o mundo. 

Rizzoli&Isles

Sua série de thrillers em que as protagonistas são a detetive da Delegacia de Homicídios Jane Rizzoli e a patologista Dra. Maura Isles, inspirou o seriado da televisão no canal TNT, “Rizzoli & Isles” estrelado por Angie Harmon e Sasha Alexander.

Harvest

Bloodstream

Life support

Gravity

O jardim de ossos

O cirurgião – Rizzoli&Isles 1

The apprentice – O dominador – Rizzoli&Isles 2

O pecador – Rizzoli&Isles 3

Dublê de corpo – Rizzoli&Isles 4

Vanish – Desaparecidas – Rizzoli&Isles 5

The Mephisto club – Rizzoli&Isles 6

The Keepsake – Rizzoli&Isles 7

Ice cold – Rizzoli&Isles 8

Outras resenhas de livros de Tess Gerritsen, aqui no House of Thrillers:   https://houseofthrillers.wordpress.com/category/tess-gerritsen/

Acompanhe a escritora Tess Gerritsen: www.tessgerritsen.com

Twitter @tessgerritsen http://twitter.com/#!/tessgerritsen

Facebook http://www.facebook.com/pages/Tess-Gerritsen/113330598685893

Grupos de discussão sobre a autora, no portal Skoob: http://www.skoob.com.br/grupo/872-tess-gerritsen e   http://www.skoob.com.br/grupo/261-loucos-por-medicas-legistas

Artigos: Characters have childhoods, too. November 2, 2010

From Romance to Corpses: http://www.facebook.com/note.php?note_id=198953846810363 – Tess Gerritsen´s writing life – April 17, 2011

I´m no Angelina http://www.facebook.com/note.php?note_id=198766416829106 April 18, 2011

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s