Vida assistida (Life Support) – Tess Gerritsen

Publicado: 26 de janeiro de 2013 em Tess Gerritsen
Tags:

Editora: Record

Bom, esse thriller médico, pelo menos, é melhor que os romances de banca do início da carreira de tess, que parecem até que foram escritos por outra pessoa.

   Tess Gerritsen, que era médica antes de se dedicar à carreira literária, dá autenticidade a outro thriller médico, em que uma jovem e dedicada doutora se envolve num caso misterioso e letal.

            Toby passa as horas do dia sozinha com sua mãe que sofre de Alzheimer.

O plantão na emergência do Hospital Springer está indo de forma calma para a Dra. Toby Harper, até a entrada de um homem em condições críticas com uma possível infecção viral no cérebro.

            O homem delira e não responde a nenhum tipo de tratamento – logo depois, desaparece, sem deixar vestígios.

            Antes que Toby o consiga achar, aparece um segundo caso, revelando um fato terrível: o vírus só pode ser transmitido através de contágio direto com o tecido doente.

            Seguindo uma trilha de mortes que vai desde uma prostituta de 16 anos grávida, até a própria mãe da doutora, Toby descobre o impensável: a epidemia não começou de repente… alguém a deixou começar…

            Vários pacientes idosos mas ainda em plena saúde, de uma mesma casa de repouso para ricos, começam a apresentar sintomas de confusão mental e começam a morrer misteriosamente, um após o outro. 

            Parece que os médicos dessa casa de repouso descobriram uma forma de prolongar a vida de seus pacientes.  Infelizmente, os procedimentos que são necessários para tanto, tem efeitos colaterais terríveis.

Toby é a única que se interessa por investigar o caso, e acaba procurada pela polícia por assassinato.

É difícil escrever mais sobre a trama deste livro sem fornecer informações vitais e ser spoiler.  Mas as primeiras cenas, quando um cirugião bem experiente e famoso, mata sua paciente numa simples cirurgia de apêndice, porque sua mente já não funciona de forma normal, já mostram o enredo do livro.

Mas…

O enredo desse livro é, em muitos casos, deveras parecido com Harvest – o livro de Tess, lançado anteriormente (resenha no blog: https://houseofthrillers.wordpress.com/2012/10/20/harvest-tess-gerritsen/?preview=true ).  Ambas protagonistas são talentosas e dedicadas médicas que descobrem uma quadrilha de médicos, está controlando a saúde dos pacientes de forma maligna.  Além disso, ambas passam a ser processadas pelo hospital em que trabalham e procuradas pela polícia.

Eu amo Tess Gerritsen de paixão… na série Rizzoli&Isles.

Esses thrillers médicos que antecederam o lançamento de minha dupla de detetive/médicalegista favorita, possuem, basicamente, os mesmos elementos.  Ao ler Harvest e Life Support, o leitor fica com uma sensação de déjà vu…  Espero que o próximo, Bloodstream, não siga essa mesma trilha, senão vou enlouquecer.

Bom, pelo menos são melhores que os romances de banca do início de sua carreira, que parecem até que foram escritos por outra pessoa, como Chamada a meia-noite (resenha no blog: https://houseofthrillers.wordpress.com/2012/01/21/call-after-midnight-tess-gerritsen/ ), que chega a ser ridículo.

Tess Gerritsen, como seus leitores sabem, era médica, antes de abraçar a carreira literária de forma incondicional – isso ajuda bastante nos detalhes de seus livros – e seu primeiro thriller médico: O Jardim de Ossos foi muito bom (resenha no blog:  https://houseofthrillers.wordpress.com/2012/07/21/o-jardim-de-ossos-the-bone-garden-tess-gerritsen/) mas esse ficou muuuuuuuuito chato.  Me dói dizer, mas já coloquei para troca.

Tess Gerritsen

Tess Gerritsen teve uma carreira de escritora, fora do normal.  Formada pela Stanford University, Tess fez Medicina na University of California, San Francisco.  Depois que teve seu filho, deixou a medicina e começou a escrever ficção.  Em 1987, sua primeira obra, “Call After Midnight”, foi publicada como romance policial.   O primeiro thriller médico, “Harvest”, 1996, foi sua estréia na lista dos mais vendidos do New York Times. Desde então: Life Support (1997), Bloodstream (1998), Gravity (1999), The Surgeon (2001), The Apprentice (2002), The Sinner (2003), Body Double (2004), Vanish (2005), The Mephisto Club (2006), The Bone Garden (2007), The Keepsake (2008), e Ice Cold (2010).   Seus livros já foram traduzidos para 37 línguas, e mais de 20 milhões de cópias foram vendidas, em todo o mundo.
Sua série de thrillers em que as protagonistas são a detetive da Delegacia de Homicídios Jane Rizzoli e a patologista Dra. Maura Isles, inspirou o seriado da televisão no canal TNT, “Rizzoli & Isles”estrelado por Angie Harmon e Sasha Alexander.

Outras resenhas de livros de Tess Gerritsen, aqui no House of Thrillers:   https://houseofthrillers.wordpress.com/category/tess-gerritsen/

Acompanhe a escritora Tess Gerritsen: www.tessgerritsen.com

Twitter @tessgerritsen http://twitter.com/#!/tessgerritsen

Facebook http://www.facebook.com/pages/Tess-Gerritsen/113330598685893

Grupos de discussão sobre a autora, no portal Skoob: http://www.skoob.com.br/grupo/872-tess-gerritsen e   http://www.skoob.com.br/grupo/261-loucos-por-medicas-legistas

Artigos:

Characters have childhoods, too. November 2, 2010

From Romance to Corpses: http://www.facebook.com/note.php?note_id=198953846810363 – Tess Gerritsen´s writing life – April 17, 2011

I´m no Angelina http://www.facebook.com/note.php?note_id=198766416829106 April 18, 2011

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s