A esfinge (Sphinx) – Robin Cook

Publicado: 16 de fevereiro de 2013 em Robin Cook
Tags:

Editora: Círculo do Livro

Apesar de ser um Robin Cook, este livro não é um thriller médico – é mais um thriller de aventura.

                                 Entre os templos do Vale dos Reis, um tesouro fabuloso está esperando para ser descoberto – um tesouro pelo qual vale a pena morrer ou matar.

Foi a magia e o mistério de um Império milenar que levou a bela Erica Baron a explorar locais proibidos e descobrir a pista para um tesouro além da imaginação.

Ela viajou até o Egito para fugir de uma romance e para realizar seu sonho de egiptóloga.

            Foi então que o terror a alcançou, quando a mais pavorosa das maldições do antigo mundo e a mais selvagem ameaça do mundo moderno, ameaçaram destruí-la.

Durante uma visita a uma loja de antiguidades, Erica conhece Abdul Hamdi, o proprietário, que mostra a ela uma estátua autêntica de Seti I, de tamanho real.  Mas logo em seguida, Hamdi é morto ante seus olhos.

Este episódio inicia uma trilha de intrigas, romance e perigo, quando Erica decide fazer alguma coisa quanto ao mercado negro de antiguidades egípcias.

Um homem atraente e perigoso oferece ajuda a Erica… oferece proteção… oferece seu amor.

E nesta terra estranha, exótica e sedutora, onde ninguém é confiável, o desejo tornou-se seu inimigo mortal.

Apesar de ser um Robin Cook, este livro não é um thriller médico – é mais um thriller de aventura.

Eu passei alguns dias no Egito e posso dizer que o escritor fez uma boa pesquisa, fazendo com que os personagens egípcios tomassem vida, com o modo real com que os habitantes dessa terra pensam e agem.

Pude, também me identificar com a heroína, me imaginar como uma egiptóloga que sempre desejei ser.

O médico Robin Cook foi o introdutor do gênero thriller médico, atualmente com Tess Gerritsen, como sua representante moderna mais famosa (resenhas no blog: https://houseofthrillers.wordpress.com/category/tess-gerritsen/ ).  Vinte anos depois de seu romance de estréia, Coma, tem combinado de forma fascinante, fatos médicos com ficção, produzindo mais de vinte bestsellers, como: Mutação (1989), Sinais Vitais (1991), Cego (1992), Terminal (1993), Cura Fatal (1994), Contágio (1996), Cromossomo 6 (1997) e Toxina (1998).  Em cada uma de suas obras, Robin Cook busca escrever sobre os bastidores da prática médica atual. Explorou, entre outras coisas, a doação de órgãos, engenharia genética, a fecundação in vitro, pesquisas sobre drogas e transplantes de órgãos.

A amiga e Skoober Vânia, também resenhou o livro em 09/03/2009 – Introdução ao autor – Primeiro livro de Robin Cook que li. Totalmente diferente do seu famoso estilo, mas a históra é fascinante do mesmo jeito.

 

Search video

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s