A NOVA TRAIÇÃO DE JUDAS (Judas Strain) – James Rollins – Força Sigma 4

Publicado: 23 de fevereiro de 2013 em James Rollins
Tags:, , , ,

Editora: Ediouro

Sigma Force

“Eu não contei metade do que vi.” – Marco Polo
O livro se inicia com um relato da parte final da grande viagem de Marco Polo, que duraria 24 anos, passando pela China, Camboja, Turquia, Índia – dando origem a estórias de terras exóticas, desertos intermináveis, cidades fervilhantes, feras inacreditáveis e plantas bizzarras.
Regressando a Veneza, Itália, a história de Marco foi registrada pelo romancista italiano Rustichello de Pisa, mas há uma parte dela ainda por contar. E os mistérios de viagem é o que James Rollins pretende solucionar…
“A peste chegou primeiro, à cidade de Kaffa, onde os tártaros-mongóis sitiavam os genoveses e italianos. A praga atacou os exércitos mongóis com furúnculos que ardiam. Os generais, então, usaram suas catapultas para lançar os mortos vitimados pela doença sobre as muralhas genovesas e disseminar a praga. Os genoveses fugiram de volta para a Itália, trazendo a peste negra às nossas praias.” – Duque M. Giovanni em Il Apocalypse (1356)
“Il dio, li perdona…” O início do livro aborda o principal mistério relativo ao destino da frota de marco Pólo em sua viagem de volta a Veneza. Ainda é um mistério o que aconteceu aos navios e homens.”

Marco Polo (1254-1324) tinha apenas 17 anos de idade, quando deixou Veneza com seu pai Niccolo e seu tio Maffeo, em uma jornada épica para o leste. Suas viagens ao longo da lendária Rota da Seda o levaram para a Turquia, Pérsia, Afeganistão e, finalmente, a corte do imperador Kublai Khan, na distante “Cathay”, mais conhecida por nós hoje como China. Os Polos passaram dezessete anos na China, explorando o país a serviço do imperador, antes do Khan lhes permitir escoltar uma princesa adolescente mongol para a Pérsia para um casamento arranjado. Os Polos, em seguida, viajaram para Veneza, por Sumatra, Sri Lanka, Índia, e de Constantinopla.  Essa viagem final foi angustiante. Apenas um punhado de tripulantes (incluindo os Polos) sobreviveu à viagem de dois anos de duração. Marco tinha aproximadamente quarenta e um anos de idade, quando ele finalmente retornou a Veneza, quase um quarto de século depois que ele deixara a cidade como um adolescente. Ele nunca visitou a China novamente.  Preso durante uma guerra entre Veneza e Génova, Marco passou um ano na prisão, onde ele encontrou um companheiro de prisão, Rustichello de Pisa, que o ajudou a contar suas viagens em um livro. Tremendamente popular, o livro foi amplamente divulgado, traduzido, copiado, e recopiado à mão, de modo que um número de edições variantes já existem. Apenas a cópia que está nos arquivos secretos do Vaticano, entretanto, contém toda a história da viagem de Marco
Polo morreu em 1324, um homem rico. Em seu leito de morte, ele declarou “Eu só disse a metade do que eu vi!”

Monk Kokkalis e Lisa Cummings participam de uma equipe de cientistas e médicos da Organização Mundial de Saúde para investigar e ajudar numa crise, usando um navio de cruzeiro, como base de operações. Mas a missão toma um rumo perigoso quando a Guilda, ajudada por um bando de sanguinários piratas indonésios, seqüestra o navio e força Lisa e os outros médicos a ajudá-los a encontrar uma cura para um vírus antigo, apelidado de “The Judas Strain”, que pode transformar bactérias comuns em uma variedade letal. Solto no mundo, o vírus poderia ser um desastre biológico de grandes proporções.

Seichan está fugindo seus antigos empregadores, a Guilda. Ela está de posse de um obelisco egípcio roubado, que possui a escrita enigmática na linguagem primordial dos próprios anjos. Perseguida pela Guilda, que está determinada a recuperar o obelisco e seus segredos, Gray e Seichan arrastam Joe Kowalski e os pais idosos de Gray, Jack Pierce e Harriet, que agora estão em perigo também. Apesar dos melhores esforços de Gray para proteger sua mãe e pai, eles são logo capturados e mantidos refém pela Guilda, forçando Gray a negociar sua segurança com Nasser Amém, um assassino da Guilda conhecido como “O Açougueiro de Calcutá.” Amém também é um ex-amante de Seichan.

Obelisco de mármore não-identificado, escavado em Tânis, datado do fim do período dinástico (26ª Dinastia, 615 a.C.) – surge, pela primeira vez, no romance, a obscura escrita Angélica (a linguagem dos arcanjos)- pequenos símbolos azuis e brancos. Uma escrita mais antiga do que o hebraico, a primeira das línguas, cuja origem remonta tanto ao cristianismo primitivo, quanto ao misticismo hebraico antigo.
“A escrita Angélica foi desenvolvida por Johannes Trithemius e  Heinrich Agrippa, que alegaram estudando aqueles símbolos, que era possível comunicar-se com anjos. Adeptos da cabala judaica acreditam que é possível abrir passagens secretas para a sabedoria interior, estudando as formas e curvas de seus caracteres.” James Rollins

Fazem parte, novamente, da trama da Força Sigma, o Monsenhor Vigor Verona, arqueólogo do Vaticano e a mercenária Seichan, eterna oponente (ou paixão???) do comandante Gray Pierce. A Força Sigma é um ramo secreto de operações de campo do Departamento de Defesa dos EUA. Seus membros são enviados para salvaguardar ou neutralizar tecnologias cruciais para a segurança dos Estados Unidos, com uma equipe formada por ex-soldados das forças Especiais, escolhidos em segredo e submetidos a rigorosos programas de doutorado, formando uma equipe militarizada de agentes com treinamento técnico – cientistas assassinos. E por que é que em todos os textos de ação, sempre tem alguém que diz: “nós temos que salvar o mundo.”?

Seichan revela que a Guilda tem duas equipes distintas no jogo: uma investigação do surto atual, que pode ter sido provocada pela recuperação de madeiras infectadas a partir de um navio afundado, e outro à procura das raízes históricas do vírus. O objetivo final da Guilda é de aproveitar o Strain Judas para criar uma fonte inesgotável de bio-armas terríveis para os quais só eles possuem a cura.

A crise na Indonésia também leva à morte aparente de Monk, embora nenhum corpo seja recuperado.

Joe Kowalski também tem um batismo de fogo neste caso, sobrevivendo a sua primeira missão importante como membro da Força Sigma.

Seichan afirma que os planos da Guilda para o Strain Judas eram muito ruins mesmo para ela, daí a sua deserção das suas fileiras, mas, como sempre, seus verdadeiros motivos são um mistério até mesmo para Gray.

Tema principal do livro: Cianobactérias – predecessoras das bactérias e algas modernas. Há 3 bilhões de anos, essa sopa primordial se desenvolveu pelos oceanos do mundo. Essas cianobactérias estão, novamente, florescendo em toda parte dos nossos oceanos atuais dos fiordes da Noruega à Grande Barreira de Coral. É como se a evolução estivesse funcionando ao contrário, com os oceanos involuindo para mares primordiais. E a culpa é toda nossa, com o escoamento de fertilizantes, de rejeitos químicos industriais e de água de esgoto contaminado. Estamos matando os mares, acima da capacidade de eles se recuperarem. De fato, há mares leitosos de algas brilhantes que estão surgindo, periodicamente.

Ainda recentemente, em abril de 2011, a proliferação de algas na costa de Santa Monica fez com que vários leões-marinhos fossem parar na praia, tendo convulsões, paralisia e espumando pela boca. Os golfinhos e pelicanos foram igualmente afetados. O culpado: uma neurotoxina produzida pelas algas, que depois é consumida por pequenos peixes, crustáceos e moluscos antes de subir na cadeia alimentar para aves e mamíferos. Em humanos, a toxina ataca o cérebro, causando a perda de desorientação, da memória, e até mesmo alucinações.
Apenas alguns meses depois, em julho de 2011, algas tóxicas foram responsabilizados pelas mortes de vários javalis ao longo da costa da Bretanha, forçando fechamentos de praia, no auge da temporada turística.

Os caranguejos-vermelhos terrestres da ilha Christmas, na Indonésia, de fato fazem uma migração espetacular, todos os anos, no mês de novembro, de acordo com os ciclos lunares, viajando para o mar, tentando provar seu direito de se acasalarem, sobrevivendo. Atingem o tamanho de um prato raso e suas afiadas tenazes, realmente, furam pneus. São notórios comedores de carniça.

Seja a que for a que o homem tenha sido exposto, mudou a bioquímica das bactérias, alterando sua estrutura genética básica e deixando-as virulentas, transformando-as em devoradoras de carne… Quanto ao antraz, a única diferença entre a forma mortal dessa bactéria e sua pacífica prima, são dois anéis de código genético, chamados plasmídeos. Ele infecta, sobretudo, os ruminantes, mas pode, também, infectar os seres humanos, de forma fatal. A Estirpe de Judas (que batiza o presente livro) criou os primeiros ancestrais do antraz e de outras bactérias pestilentas.

Agora é que o bicho vai pegar – dessa vez os pais de Gray vão acabar descobrindo o que o filhinho deles faz, na vida real. Quem sabe, então, passam a dar mais valor a ele? E não é que deu certo?!

Fiquei estarrecida de saber que 90% das células que formam nosso corpo não são humanas. – a maioria é bacteriana. É verdade – Apenas 10% das células de nosso corpo são humanas (o restante são bactérias e parasitas).
Apesar de muuuuuuuuito estranha, a descrição do perturbador ciclo vital das fascíolas hepáticas é precisa: A fascíola hepática humana produz ovos que são eliminados do corpo nas fezes, que são, então, drenadas para esgotos ou cursos de água e ingeridas por caramujos. Os ovos, então, transformam-se em larvas nadantes, que saem do caramujo e procuram o próximo hospedeiro – a pele de algum peixe. O peixe é, então, fisgado e consumido por seres humanos, nos quais o verme se desloca até o fígado e se transforma numa fascíola hepática adulta e feliz. Detalhe: adorei a expressão latina: “non sequitur” – afirmação que não tem relação lógica com o que se está dizendo.

Os canibais ainda podem ser encontrados em tribos na Indonésia. A condição genética Prader-Willi – é mesmo um quadro real: uma disfunção do hipotálamo que desencadeia um apetite insaciável, uma sensação de fome que não pode jamais ser terminada. Por falar em apetite, as atuais pesquisas genéticas revelam que os humanos possuem um conjunto específico de genes contra doenças que só podem ser contraídas pelo consumo de carne humana. Teremos um dia sido todos canibais?, pergunta James Rollins.

Gancho para o próximo livro ou o fim do relacionamento Força Sigma X Seichan?

Que final lindo! – “Vá para casa, criança… por ora, vá para casa”. Volta do espírito ou alma, ou duplo-astral, corpo etérico, à Unidade universal? Reencarnação x Dèja vu? Começar de novo…

Booktrailer do livro:

Bokktrailers do livro elaborados pelo próprio James Rollins:

watch?v=65MvxR5fYNQ&feature=player_embedded

watch?v=Dci0JGdDie4&feature=plcp&context=C4903831VDvjVQa1PpcFMSAGz70WpehGcbY6BCaiW-umjmeO7Rs1Y=

Nascido em Chicago, James é um graduado da Universidade de Missouri em Columbia, em 1985, com um doutorado (DVM) em medicina veterinária. Seu trabalho de graduação é focado em biologia evolutiva. Posteriormente, mudou-se para Sacramento, Califórnia, onde exerce a sua profissão como um médico veterinário.

Outras resenhas de livros de James Rollins, aqui no House of Thrillers:

https://houseofthrillers.wordpress.com/category/james-rollins/

Acompanhe o escritor James Rollins: http://www.jamesrollins.com/

Twitter: @james rollins http://twitter.com/#!/jamesrollins

Grupo de discussão sobre a Força Sigma, no portal Skoob – http://www.skoob.com.br/grupo/100-forca-sigma

Conversa entre a autora do blog, Lili Machado e o escritor James Rollins, no Twitter:
“Please tell me what is the real first one, that was not published here.” – Lili Machado
 “If you are referring to the Sigma series: SandStorm is the prequel to Sigma and Map of Bones is the first of the series.” – James Rollins, em 15 de agosto de 2010

Elogio ao blog House of Thrillers:

“That is a great looking blog! I like the background graphic. Nice job too.” – James Rollins, em 2 de maio de 2011

AndyinhA, amiga skoober, também resenhou o livro, em 15/03/2010: A Literatura fantástica de James Rollins finalmente está de volta!!!  (…)  A mistura fantástica envolve Marco Polo e sua volta misteriosa para casa, a escrita angélica e viagem ao Camboja. Como tudo isso acontece? Simples, a Facção Criminosa chamada Guilda está de volta e dessa vez ela conseguiu algo fantástico e mortal uma estranha bactéria que teria origem há séculos atrás.
Eu realmente gosto de história e mesmo que seja uma aventura um tanto quanto difícil de acreditar, me vi devorando as paginas do livro rapidamente.  Neste livro, apesar de ser uma serie, não é do tipo que nós estamos acostumados, os personagens vão se separando a medida que os livros passam, lembranças dos mesmos são comentadas, mas a equipe é a grande chave nesses livros na figura de Gray.           
 
Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s