Indiana Jones e o reino da caveira de cristal (Indiana Jones and the kingdom of the crystal skull) – James Rollins

Publicado: 27 de abril de 2013 em James Rollins
Tags:, ,

INDIANA_JONES_AND_THE_KINGDOM_OF_THE_CRY_1297473724PSeu nome é Jones.  Indiana Jones.  E está de volta.

O arqueólogo favorito está de volta com suas aventuras eletrizantes, contando com seus instintos e a força bruta, para sair das armadilhas que o destino lhe prepara.

Mas ele não é um simples arqueólogo: da lendária Arca da Aliança ao lendário Santo Graal, ele tem descoberto os artefatos mais interessantes do mundo, enquanto luta contra os piores vilões e desafia os perigos mais temíveis.

Estamos em 1957 (o ano em que eu nasci!), a era atômica está engatinhando.  Mas para Indiana Jones, a Guerra Fria torna-se quente quando sua última expedição é confrontada com um grupo de soldados russos, comandados por um coronel sinistro, que invade solo americano, massacra soldados americanos e invadem um abrigo ultra-secreto do governo americano.

O objetivo deles é uma relíquia ainda mais preciosa e mais poderosa que a Arca da Aliança, capaz de desvendar segredos além da compreensão humana.

Mas Indy é “O herói americano”.

O raciocínio rápido de Indiana o ajuda a escapar das situações perigosas e salvar sua própria vida.

Mas, quando ele é acusado de ser um espião e é despedido da universidade em que leciona, Indy resolve se aposentar.

O rapto de um de seus colegas faz com que Jones volte a ativa, para seguir até a floresta amazônica, numa desesperada missão de resgate.

Indiana Jones está de volta ao jogo da vida e da morte – por um prêmio que vale por todas as maravilhas da terra.

419291_10150602117478229_21898023228_9215588_26010055_nJames Rollins, com seus livros da série Força Sigma (resenhas no blog: https://houseofthrillers.wordpress.com/?s=for%C3%A7a+sigma), sabe como fazer magia e aventura.  Exatamente o que George Lucas precisava para seu roteiro, de 2008.

A 4ª aparição de Harrison Ford como Indiana Jones, inclui Cate Blanchett, como a vilã russa.  O filme foi dirigido por Steven Spielberg.

James Rollins acrescentou elementos aos personagens que não foram totalmente mostrados durante o filme.  Lendo a novelização do roteiro, trás outro nível de profundidade aos acontecimentos.  Rollins foi capaz, em seu livro, de descer a detalhes da estória, que o filme não teve tempo de apresentar, como:

  • 1546: Francisco de Orellana sentiu uma urgência de fugir, mas os nativos o atacam.
  • 1957: Na Península de Yucatán, Indiana Jones explora uma entrada secreta para um templo, acha um calendário Maia que termina na data de 21 de Dezembro de 2012, e uma gigantesca estátua na forma de uma serpente.  E nós leitores, e fãs da série, sabemos o quanto as serpentes desagradam Indy.
  • Ficamos sabendo como Indy acaba nas mãos dos agentes soviéticos, na famosa Área 51, que com seus mistérios alienígenas, parece se encaixar perfeitamente na trama.

A trama lida, também, com o conflito e desconfiança que cercam as pessoas na Era McCarthy, nos anos 50, quando os comunistas eram considerados culpados de todo o mal que pudesse acontecer.

CHOQUE DE REALIDADE, de acordo com o Guia de leitura do livro:07_indiana_jones_atkotcs_readers_guide_cover

  • Área 51: Base militar que existe realmente em Nevada, e que não aparece nos mapas americanos.  Por muito tempo, os Estados Unidos negaram que a tal base existisse.  Acredita-se que seja usada para testes de armas experimentais, e que guarda o segredo de um disco voador de verdade, que foi capturado e estaria sendo examinado.
  • Roswell: cidade do Novo México, onde uma nave espacial teria caído em 1947, na propriedade de William Brazel.  Apesar de ser noticiado em jornais da região, logo veio o desmentido.  Até hoje varios relatórios e teorias sobre o assunto, estão em curso.
  • Operação Plumbbob: Testes atômicos conduzidos no estado de Nevada, durante 4 meses, com estimativa presumida de mortes por efeitos da radiação, em 20 milhões de pessoas.
  • Crânio de cristal: Cristais esculpidos a forma de um crânio humano, supostamente pré-colombianos.  Muitos estudiosos acreditam que os crânios possuam poderes de cura e paranormalidade.  Para maiores informações, leiam o livro O enigma do crânio de cristal (http://www.skoob.com.br/livro/22918).O_ENIGMA_DO_CRANIO_DE_CRISTAL_1239339917P
  • Linhas de Nazca: série de imagens nas planícies peruanas, que só podem ser vistas de avião.  Não é sabido ainda se como esses desenhos foram criados.  Segundo fala do próprio Indiana Jones, no livro/filme: “São muitas as teorias – símbolos religiosos, mapas astrológicos, trilhas para rios subterrâneos.  Mas ninguém sabe, realmente.  Ainda é um mistério.”
  • Plagiocefalia: condição caracterizada pelo achatamento de um lado do crânio, que os índios da planície de Nazca praticavam, usando uma almofada sobre a testa das crianças, e uma tábua na parte de trás do crânio, criando um alongamento.  Os arqueólogos possuem várias teorias sobre essa prática, mas Indiana Jones achava que era para obter a aparência dos deuses da região.

Trailer do filme baseado no livro:

Tenho necessidade de expressar a minha admiração pelo escritor.  Aventureiro (alpinista, espeleólogo e mergulhador) por hobby, faz um belíssimo trabalho de pesquisa histórica, científica e política, a cada volume de suas obras literárias. Nascido em Chicago, James é um graduado da Universidade de Missouri em Columbia, em 1985, com um doutorado (DVM) em medicina veterinária. Seu trabalho de graduação é focado em biologia evolutiva. Posteriormente, mudou-se para Sacramento, Califórnia, onde exerce a sua profissão como um médico veterinário.

Outras resenhas de livros de James Rollins, aqui no House of Thrillers:  https://houseofthrillers.wordpress.com/category/james-rollins/

Acompanhe o escritor James Rollins: http://www.jamesrollins.com/ Para os interessados – ele responde às mensagens que enviamos – pelo menos, as minhas, tem respondido sempre.

Twitter: @james rollins http://twitter.com/#!/jamesrollins

Grupo de discussão sobre a Força Sigma, no portal Skoob: http://www.skoob.com.br/grupo/100-forca-sigma

Conversa entre a autora do blog, Lili Machado e o escritor James Rollins, no Twitter:

“Please tell me what is the real first one, that was not published here.” – Lili Machado
 “If you are referring to the Sigma series: SandStorm is the prequel to Sigma and Map of Bones is the first of the series.” – James Rollins, em 15 de agosto de 2010
Elogio ao blog House of Thrillers:  That is a great looking blog! I like the background graphic. Nice job too.” – James Rollins, em 2 de maio de 2011
Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s