Quando ela se foi (Long lost) – Harlan Coben – série Myron Bolitar 9

Publicado: 12 de outubro de 2013 em Harlan Coben
Tags:, ,

Editora: Arqueiro

“Uma vez eliminado o impossível, o que sobra, por mais improvável que pareça, deve ser a verdade.” – Arthur Conan Doyle

A série onde o protagonista é o agente esportivo Myron Bolitar, inicia com o livro “Quebra de confiança” / “Deal breaker” – resenha no Skoob: http://www.skoob.com.br/estante/livro/13318767 e no blog: https://houseofthrillers.wordpress.com/2012/02/17/quebra-de-confianca-deal-breaker-harlan-coben-serie-myron-bolitar-1/ .

Em “Quando ela se foi”, já se passaram muitos anos, e Myron Bolitar, desta vez, não tem ouvido falar de Terese Collins, desde o caso que eles tiveram, dez anos atrás.  Portanto, a ligação telefônica que ela faz, para ele, desesperada, de Paris, o pega completamente desavisado.

Terese revela a Myron Bolitar uma estória trágica sobre seu desaparecimento: sua luta pra engravidar, o momento em que o bebê nasceu, e o acidente fatal que tirou dela tudo que tinha – seu casamento, sua felicidade e sua querida e única filha.

Agora Terese é considerada suspeita de assassinato de seu ex-marido, Rick, em Paris.  E ela não tem mais para onde ir, para pedir ajuda, a não ser Myron.

Mas, então, uma prova faz com que tudo vire de cabeça pra baixo, descobrindo os segredos de família de Terese, há longos anos escondidos: o DNA encontrado na cena do crime parece pertencer a filha do casal – mas acontece que ela esta morta há anos.

Além disso, surge uma possibilidade bem real de que sua filha possa estar viva.

Myron Bolitar encontra-se em grande perigo num país onde nada é o que parece ser.  E junto com Terese, ele corre para estar sempre um passo a frente da Interpol e do Mossad, numa trama com implicações internacionais.

Sempre ajudado por seu fiel escudeiro, Win, e por sua sócia e advogada, Esperanza, Myron tem de provar que ele próprio não matou Rick.

No momento em que Myron Bolitar faz algum progresso nesse quebra-cabeças, ele é sequestrado e submetido a uma sessão de tortura.  Acordo no hospital, de volta aos Estados Unidos, porém mentalmente abalado.

Bom, devo dizer que desisto dessa série – até gostei do primeiro acima mencionado: Quebra de confiança, mas esse fez com que o protagonista Myron Bolitar agisse como 007.  Prefiro os thrillers mais cerebrais de Harlan Coben.

Pelo final, teremos algum tipo de continuação no próximo livro.  Será? – ou, pelo menos, merecia um spin-off da estória, com os clones dos filhos de Terese.

A colega Skoober AndyinhA, também resenhou o livro em 24/10/2011 – A sinopse da quarta capa nem conta o que na verdade se trata o livro, ele mistura mistério, um lado policial, polemicas (muitas e coisas para nos fazer pensar e ir atrás de outras informações) e um estranho caso de amor. A forma de escrever de Coben é rápida, clara e atual, muitas vezes há gírias entre os diálogos dos personagens (não aquelas chulas, mas as que normalmente usamos, as mais leves e que todo mundo entende). E por os capítulos serem curtos, acredito que dá ainda mais vontade de ler as próximas páginas para descobrir o que vai acontecer, o que eles vão descobrir ou qual a nova reviravolta da trama. Mas o melhor de tudo é que a história é um misto de muitas informações e a cada hora seguimos por um caminho diferente, não há mesmice, não sei se vocês já leram Stieg Larson, mas tem um pouco dessa pegada, sem a parte mega densa que o Larson faz. São propostas diferentes hein galera, mas eles conseguem igualmente envolver o leitor. Para saber mais: http://bit.ly/r5PmnL

O colega Skkober Claudio Schamis, também resenhou o livro em 04/10/2011 – Talvez eu seja suspeito. E sou. Adoro todos os livros de Harlan que conheci ainda quando seus livros eram publicados por outra editora. Ou seja tem tempo. A Editora Arqueiro deu um tiro certeiro quando trouxe Coben para eles. Em “Quando ela se foi” Coben que parece se superar a cada novo livro nos brinda (mais uma vez) com uma história de arrepiar, de tirar o fôlego e de deixar você irrequieto até você chegar na última página, o que é tarefa fácil. Você tem em mais essa história com o simpático e carismático Myron Bolitar, perseguições, conflitos religiosos, agências de segurança de quatro países envolvidas, romance, dilemas, volta ao passado, talvez um novo recomeço. Tudo isso muito bem dosado.”Quando ela se foi” é para ler num fôlego só, pois a arte de Coben é essa. Diria até que ele é um dos grandes magos do suspense. Recomendadíssimo!

Anúncio do livro, para a televisão – nos Estados Unidos é muito comum:

Vídeo em que Harlan Coben fala sobre o protagonista da série, Myron Bolitar:

Harlan Coben

Harlan Coben é autor de mais de 15 livros e vencedor de vários prêmios – sendo o únic escritor a ganhar o Shamus, o Anthony e o Edgar Allan Poe. Aclamados pela crítica, seus últimos lançamentos chegaram ao topo das listas de mais vendidos, dos principais veículos de comunicação do mundo. Os livros de Coben já foram traduzidos para mais de 20 idiomas. Atualmente o autor vive com a mulher e os quatro filhos, em Nova Jersey.  Aclamado na França como “o mestre das noites em claro”.Site: http://www.harlancoben.comFacebook: http://www.facebook.com/media/set/?set=a.1403961430909.2053515.1588575676#!/harlan.coben / http://www.facebook.com/harlancobenbooks?ref=ts&sk=wallTwitter:@HarlanCoben – http://twitter.com/#!/HarlanCoben

Grupo de discussão no Skoob, sobre o autor: http://www.skoob.com.br/grupo/572-harlan-coben

Anúncios

Deixe seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s