Arquivo da categoria ‘Kathy Reichs’


bonesbones 1Os segredos dos mortos estão em suas mãos.

Os ossos de três jovens mulheres são desenterrados do porão de uma pizzaria em Montreal, a antropóloga forense Temperance Brennan se depara com um assassinato, quando examina os esqueletos.

Contra a opinião da polícia local que acha que os assassinatos são muito antigos, e intrigada porque os corpos não batem com nenhuma pessoa desaparecida nos últimos anos, Tempe continua a investigação, pois o exame com o Carbono 14 confirma que são recentes, dos anos 80.

No laboratório, os ossos já limpos e bem preservados, oferecem novas pistas, inclusive antigos broches escontrados perto dos esqueletos – e tem de ser rápida pois o trabalho de um serial killer está aparecendo.

Vulnerável por ter deixado a filha, Katy, na Carolina do Norte, ela luta para manter a relação romântica com o Detetive Andrew Ryan, que chegou a um ponto muito delicado.

E também para conseguir o respeito de seus colegas chauvinistas, como o detetive Luc Claudel, que não a levam a sério.

Além disso, sua melhor amiga está em meio a um divórcio – aparece em sua casa de repente – e desaparece mais repentinamente ainda.

Eu adoro detalhes de medicina forense, e médicas legistas, como a Kay Scarpetta da Patrícia Cornwell (resenhas no blog: https://houseofthrillers.wordpress.com/?s=scarpetta), mas este livro é excessivamente chato – entediante, na verdade – a autora entra em detalhes exaustivos. A trama é pobre, os personagens são pobres – metade dele poderia ter sido deixado de lado.

Tem páginas e mais páginas onde ela mesma apresenta seu vasto curriculum vitae – mas quem está interessado nisso?

É uma pena, porque estava doida para ler um livro da série que inspirou um de meus seriados favoritos: Bones. Tudo que a Dra. Temperance Brennan tem de bom, na televisão, tem de ruim no livro. Todo humor que tempera as cenas fortes do laboratório desaparece nas palavras escritas.

Somente um detalhe eu achei interessante, fui pesquisar e trouxe para o amigo leitor: http://en.wikipedia.org/wiki/Thomas_Crapper – sobre a invenção do vaso sanitário moderno no século XVI por Sir John Harrington. A invenção do sistema de descarga moderno também é atribuída a um britânico, Thomas Crapper. Além do sistema de descarga, ele teria criado em 1860, a tampa dobrável em forma de “U”.

10 grandes momentos das temporadas 1 a 6 do seriado Bones, baseado nos livros da escritora: