Posts com Tag ‘Adriadne Oliver’


Editora: Nova Fronteira

Eu tenho lido e relido os livros de Agatha Christie desde pequena e os acho relaxantes, quando resolvo dar um tempo nos thrillers mais hard core.

Três jovens mulheres dividem um apartamento em Londres, nos anos 60.

A primeira, Claudia Reece Holland, é uma secretária muito eficiente, que trabalha para o pai de Norma, que é um empresário muito rico.

A segunda, Frances Carey, é uma socialite que trabalha numa galeria de arte e se relaciona com artistas de vanguarda.  Seu namorado é David Baker, cujo apelido é Peacock – um colecionador de pequenos delitos.

A terceira, chamada Norma Restarick, interrompe o café da manhã do detetive belga Hercule Poirot, confessando ser uma assassina, dizendo que precisa ser salva – e desaparece, dizendo que acha Poirot muito velho para ajudá-la.  E somente esse ato, por si só, é um crime… (mais…)

Anúncios

Editora: Nova Fronteira

A maior questão é a seguinte? Quem matou quem?  A mãe ou o pai?

Este thriller da dama Agatha é estrelado pelo detetive belga Hercule Poirot e pela escritora de livros policiais, Adriadne Oliver; e foi escrito quando ela já tinha 82 anos de idade.

Celia Ravenscroft não é mais que uma pequena criança quando seus pais, que, aparentemente, se amavam, cometem suicídio.

Nunca ela se preocupou com as razões verdadeiras que os levaram a este evento dramático, até estar prestes a se casar com  Desmond Burton-Cox.

A maior questão é a seguinte? Quem matou quem?  A mãe ou o pai? Que consequências essa resposta pode ter para o futuro casal?

Hercule Poirot era um detetive belga, com uma fervorosa confiança em suas pequenas células cinzentas e um ego monstruoso.  Sua apresentação nos é dada por seu amigo, o Capitão Hastings, que nos conta ser ele um refugiado policial, muito conceituado em seu país, que havia escapado dos ataques alemães. “Poirot era um homenzinho de aparência fora do comum.  Mantinha sua dignidade em pouco mais de um metro e sessenta centímetros.  A cabeça era exatamente igual a um ovo e ele sempre a mantinha um pouco inclinada para um lado.  O bigode era duro e militar.  A limpeza da indumentária era quase inacreditável.  Acho que uma partícula de poeira lhe teria causado mais dor do que um ferimento de bala.”  Não era um amante fervoroso, leviano, insensível ou irresistível, mas era um romântico incurável.  “Desejar ardentemente mulheres grandes e extravagantes é a infelicidade dos homens pequenos e precisos”. – Hercule Poirot .  Jamais consegiu libertar-se da fascinação fatal que a Condessa Vera Rossakoff exercia sobre ele.  Nunca espancava os criminosos, nem carregava armas de fogo.  Preferia o estilo de decoração Art-déco, apreciava a boa comida e vinhos finos.  Preferia café pela manhã e chocolate quente à tarde.  Não tinha tendências para o cultivo de flores, mas gostava de plantar certas variedades de abóboras.  Teve um irmão chamado Achille, mas… “Só por um curto espaço de tempo”. – Hercule Poirot.  Perto de sua morte, dama Agatha revelou que perdera a afeição por Hercule Poirot.  Não fosse pelo fato de ser uma enorme fonte de divisas, ela o teria envenenado há muito tempo: “Ele me entedia até a morte”.  E ele morre em 1975, no livro Cai o pano (Curtain).

(mais…)


Editora: Nova Fronteira

A estória começa de forma inocente.

Numa festa de Hallowe´en (Dia das Bruxas, nos Estados Unidos), Joyce Reynolds, uma adolescente de 13 anos, para impressionar as amigas, durante os preparativos da festa, se vangloria de ter presenciado um assassinato, alguns anos antes.

Quando ninguém acredita nela, ela some da festa e seu corpo é encontrado em algumas horas, porém, ainda dentro de casa,  afogada numa banheira cheia de maçãs, preparada para uma brincadeira da festa.  Será que alguém que estava na festa ouviu a menina e decidiu silenciá-la?

Naquela noite, Hercule Poirot é chamado por uma amiga escritora famosa de livros de mistério, Adriadne Oliver (que também funciona como detetive, esporadicamente), para para descobrir quem é a “presença demoníaca”.  Mas, primeiro, ele precisa descobrir se o caso é de um assassinato ou de dois.

Ariadne Oliver surge, quase sempre, como contraponto para Poirot.  Como Agatha, Adriadne Oliver come grandes quantidades de maçãs, enquanto escreve seus livros.  Adriadne vai voltar em outros thrillers que resenharei mais adiante. (mais…)


Editora: Nova Fronteira

Coisas estranhas estão acontecendo numa escola exclusiva para meninas – assassinatos e sequestros!

Coisas estranhas estão acontecendo em Meadowlands, uma escola exclusiva para meninas – coisas tais como: assassinatos e sequestros!

As estudantes e o corpo docente são de vários países do mundo, incluindo uma princesa do oriente médio cujo primo, o príncipe Ali Yusuf, morreu recentemente.

Durante a noite, duas professoras investigam umas luzes estranhas no ginásio de esportes, enquanto o resto da escola dorme.  E lá, encontram o corpo da antipática professora de ginástica.

A escola entra num caos e outra morte acontece – ao que parece, numa busca a umas jóias misteriosas e muito valiosas, escondidas por Bob Rawlinson, piloto do príncipe, que também já havia morrido, num desastre de avião. (mais…)


Editora: Abril Cultural

“Em romances de mistério, encontrar o assassino é fácil, apenas deve-se concentrar sobre a pessoa que é menos provável de ter cometido o crime.” – Agatha Christie

Um anfitrião de uma festa, é assassinado numa sala cheia de jogadores de bridge!  O Sr. Shaitana era famoso como um anfitrião dessa festa.

No entanto, ele era um homem de quem todos tinham um pouco de medo. Então, quando ele se gabou com Poirot, de que ele considerava assassinato uma forma de arte, o detetive ficou com algumas reservas quanto a aceitar um convite para ver a coleção particular do Sr. Shaitana.

Na verdade, o que começou como uma noite de jogo,transformou-se em um jogo mais perigoso ainda!
O Sr. Shaitana, um rico colecionador de objetos de arte, tem uma idéia incomum para um jantar depois de um encontro casual com Hercule Poirot em uma galeria de arte. Ele convida para jantar quatro detetives, mais quatro pessoas que ele suspeita que pode ter se safado com um assassinato. (mais…)