Posts com Tag ‘Rizzoli&Isles’


Editora: Record

“Não há pobres suficientes morrendo em Boston. Nós os tratamos com excessiva indulgência, e eles ficam muito saudáveis.” – Edward Kingston                                                              

   Ossos desconhecidos, segredos escondidos e crimes não solucionados, de um passado distante, deixam sombras sobre o presente, neste thriller da escritora da famosa série Rizzoli&Isles (resenhas no blog: https://houseofthrillers.wordpress.com/tag/rizzoliisles/).  Inclusive, a Dra. Maura Isles faz uma aparição isolada, neste livro que junta presente e passado.

            Nos dias de hoje, Julia Hamil, recém-divorciada, faz uma terrível descoberta no jardim de sua nova (e velha) casa na região rural de Massachusetts:  um anel antigo e um crânio enterrado – humano, feminino e com marcas indubitáveis de assassinato.  Mas, seja quem for essa mulher sem nome, e quem quer que a tenha matado, perdeu-se há muito tempo…

Julia se junta Henri, um parente da dona da casa, de 89 anos, cheio de caixas com cartas, jornais e documentos velhos que pertenceram à provável vítima.  Os dois descobrem informações que datam de 1830, com uma bebê de nome Meggie, nascida de uma irlandesa chamada Aurnia, cujo marido era um canalha. (mais…)

Anúncios

Editora: Ballantine Books

Uma morte bizarra acontece com um toque sobrenatural.

Neste conto de Tess Gerritsen, sobre a dupla Rizzoli&Isles, oferecido única e especialmente em edição para o Kindle, uma morte bizarra acontece com um toque sobrenatural.
A detetive de homicídios Jane Rizzoli e a doutora Maura Isles, já viram de tudo, em cenas de crimes, mas a morte de Kimberly Rayner pode ser qualificada como sobrehumana, em mais de um ângulo.
Quando o corpo da garota de 17 anos é descoberto perto de um caixão vazio, numa igreja abandonada, onde ela vinha morando já há algum tempo com seu amigo Lucas (e mais alguns morceguinhos…), misteriosas feridas em torno de seu pescoço, sugerem algum tipo de brincadeira.
Lucas Henry, um adolescente pego fuçando a cena do crime, declara gostar muito de sangue – um gosto que ele compartilhava com a desnutrida Kimberly – ambos se consideravam vampiros e sua dieta consistia, basicamente, de sangue de animais e do fornecimento de um amigo que trabalhava num banco de sangue lá perto.
Apesar dos eventos deste acaso acontecerem durante um dos invernos mais frios da história da cidade de Boston, ele dormia num caixão e ela numa tumba – não faziam sexo (somente os vampiros de Crepúsculo fazem sexo e procriam…).  Pálidos e magros, amavam-se, segundo ele.

(mais…)


Editora: Ballantine Books

Esta é uma estória sobre sobrevivência em condições extremas, um amor incondicional, e os perigos de uma seita guiada por um líder carismático.

Acontecimentos meio que absurdos levam ao enredo do oitavo livro da série Rizzoli&Isles.

A médica legista Maura Isles, enquanto estava numa conferência de patologistas em Wyoming, reeencontra um ex-colega de faculdade divorciado, Doug Comley, a filha dele de 13 anos, Grace, e um casal de amigos dele.  Resolve, então, impulsivamente, em meio a uma crise pessoal, movida pela frustração de sua vida amorosa com um padre católico que nem sequer cogita em abandonar a batina para ficar com ela, num momento de folga da conferência, fazer um pequeno e inocente passeio, que, depois, torna-se muito… muito perigoso.

“If only you could stay here with me every night.  If only we could wake up toguether every morning” – Maura Isles

O carro deles sofre um acidente numa estrada deserta e o grupo encontra refúgio numa vila de casas estranhas e abandonadas, Kingdom Come, local de uma seita religiosa liderada por um profeta carismático, Jeremiah Goode, com centenas de seguidores escravizados e famílias polígamas.  Fica bem claro, logo no início do livro que as meninas bonitas e bem jovens tornam-se esposas de Jeremiah – contra suas vontades e para honra de suas familias. – “You are mine now, bound to me by the will of God” – Jeremiah Good (mais…)


Editora: Ballantine Books

“Ancient remains are easier to deal with.” – Tess Gerritsen

Quando uma múmia é desenterrada em Boston é chamada para estar presente por ocasião da abertura das faixas que envolvem o corpo; mas, para seu assombro, o corpo está morno.  Parece que o cadáver é de uma mulher desaparecida recentemente. – “Cada múmia é uma exploração, um continente desconhecido que você visita pela primeira vez.” Dr. Jonathan Elias, Egiptologista

Naturalmente, não demora muito e a imprensa se interessa pela descoberta da “múmia contemporânea”, levando a população da cidade ao medo e desconfiança.

Quando outras mulheres são descobertas assassinadas e bem preservadas de várias formas utilizadas na antiguidade de diversas culturas diferentes, a detetive Jane Rizzoli se dispõe a deter esse bizarro serial killer, antes que ele (ou ela) acrescentem novas aquisições à sua coleção macabra. (mais…)


Editora: Record

“Eu pequei.” Maura Isles
Peccavi.” – a frase em latim, escrita com sangue da vítima é o que chega de presente de Natal para a dupla Rizzoli/Isles, ligando-as, de forma indelével, ao Clube Mefisto – um grupo de estudiosos do poder maligno entre os seres humanos. O próprio Lúcifer pode estar envolvido. A cada corpo que é encontrado, fica clara a sua influência de rituais satânicos sobre algo ou alguém muito doente. Os próprios membros do Clube se encontram ameaçados. A presença do padre Daniel Brophy torna-se um complicador na vida da Dra. Maura Isles, convidando-a ao conflito religioso. A crueldade dos crimes se mescla à realidade do cotidiano da família da detetive Jane Rizzoli. Seu marido Gabriel Dean e filha, de um lado, seus irmãos e pais em constante guerrilha, do outro. (mais…)